Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Luigi assume a presidência do Inter

Novo presidente toma posse nesta segunda. Ele promete cuidar das finanças e acelerar a busca por reforços

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Divulgação
A contratação de um atacante e de um volante são as prioridades da nova diretoria
Giovanni Luigi, novo presidente do Internacional, assume nesta segunda-feira o comando do clube. Ele toma posse às 20 horas em cerimônia no Centro de Eventos do estádio Beira-Rio. Empossado, Luigi acelera, junto com seu departamento de futebol, a busca por reforços.

Durante o mês de dezembro, o clube sondou o mercado para avaliar algumas possibilidades de contratação. Um atacante e um volante são as prioridades. Para o setor ofensivo, Luis Fabiano é o nome preferido, mas o Sevilla não deve liberar. A proposta do clube gaúcho é de empréstimo por uma temporada. Rafael Moura (ex-Goiás) é uma alternativa. Ricardo Oliveira (do Al Jazira) foi descartado, pois não conseguirá se desvincular do clube árabe.

O volante número um é Edinho, mas o Palmeiras dificulta a saída do jogador. O Fluminense também está na disputa. Se não fechar com Edinho, a diretoria admite partir para uma alternativa no exterior. Battaglia, do Boca Juniors, é uma das possibilidades.

Outros setores, não prioritários, também podem ser reforçados por negócios de ocasião. O zagueiro Leonardo Silva (ex-Cruzeiro) está sem contrato e agrada: “É um bom jogador, temos interesse”, avisa o vice-presidente de futebol Roberto Siegmann. Léo Moura está na mesma situação. O jogador teria manifestado a amigos o interesse de jogar no Inter, cabe ao clube gaúcho buscar a liberação junto ao Flamengo.

Uma preocupação do novo presidente é com as finanças. Apesar de ter mais de 106 mil sócios, cerca de 21 mil estão inadimplentes, acarretando um prejuízo de R$ 400 mil mensais. Quando eleito, Luigi prometeu manter a postura adotada pela direção na última década: vender um jogador por ano para equilibrar as finanças.

Guinazu é um dos cotados para sair. O Boca Juniors tem interesse no jogador e poderá fazer uma proposta perto dos R$ 4 milhões. Alecsandro também pode deixar Porto Alegre, mas depende de uma boa proposta. O futebol do Qatar tem interesse, mas a proposta ainda não chegou.

Outros jogadores serão liberados para ajudar na contenção de despesas. O atacante Ilan já foi comunicado que não fica, faltando apenas oficializar a dispensa. O meia-atacante Edu está na mesma situação, e deverá ser liberado em janeiro. O zagueiro Sorondo é outro com boa possibilidade de sair. A esperada proposta do futebol mexicano não chegou, mas o jogador conta com o interesse de outros clubes no mercado brasileiro.

AP
Luis Fabiano é o camisa 9 dos sonhos para a Libertadores 2011. Negociação é difícil de acontecer
Giovanni Luigi foi eleito presidente do Internacional para o biênio 2011/2012 no início de dezembro, junto com os vice-presidentes Luis Anápio Gomes e Dannie Dubin. 16.775 sócios participaram da eleição e ele obteve 77,58% da preferência nas urnas. O atual presidente Vitório Piffero ficará afastado do clube no início do ano e depois pode receber um cargo no setor que cuida das reformas do estádio Beira-Rio. O ex-presidente e ex-vice de futebol, Fernando Carvalho, será assessor do departamento de futebol.

O grupo principal do Inter está de férias, depois da disputa do Mundial de clubes, e se reapresenta dia 20 de janeiro. O time B, que começará o Campeonato Gaúcho, viaja nesta segunda-feira para a cidade de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, onde realiza um período de 10 dias de pré-temporada. A estreia no Gauchão 2011 será dia 16 de dezembro, fora de casa, contra o Cruzeiro de Porto Alegre.

 

Leia tudo sobre: InternacionalGiovanni Luigi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG