Na seleção brasileira há 11 anos, capitão passou a conviver com uma nova geração de jogadores convocados

Com 33 anos e há 11 na seleção brasileira, Lúcio vai viver uma novidade com a camisa do Brasil no próximo domingo, no jogo contra a Venezuela, em La Plata. Pela primeira vez, o zagueiro disputará uma Copa América. Ausente em 2007, devido a uma lesão, o jogador foi chamado por Mano Menezes e será capitão do time.

Em campo, Lúcio vai conviver com novos jogadores como Neymar, 18 anos, Alexandre Pato, 21, e Paulo Henrique Ganso, 21. E o capitão já sabe o que falará aos companheiros antes da partida de estreia. “Sempre vou ajudar a minha equipe para entrar em campo com toda a motivação possível. É o que a gente procura passar antes dos jogos. Dar tranqüilidade e saber que do outro lado tem força máxima”, afirmou.

Aos “guris”, o zagueiro pretender dar o exemplo. “Cada um sabe aquilo que pode fazer dentro do campo. Alegria, brincadeira a descontração existe. Mas a gente sabe que na hora do jogo o bicho pega”, disse Lúcio.

O zagueiro revela que a motivação de estar na seleção e a sua saúde o levam a seguir no time por 11 anos. “Agradeço a deus por essa motivação a cada dia, de estar junto com os guris aqui. Você tem que cuidar do seu corpo, mas a motivação, o entusiasmo é o que me leva a estar aqui”, disse.

Lúcio, entretanto, evita colocar como meta a sua presença na Copa de 2014, quando terá 36 anos. “Convicção ninguém tem. Dia após dia, trabalho após trabalho. As coisas podem mudar muito rápido. Mas o meu sonho é fazer isso, participar e poder vencer. Vou me preparar bem, me cuidar”, disse o capitão da seleção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.