Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Lúcio critica dirigentes por causa de jogo em gramado sintético

Jogador do Grêmio disse que saiu com dores e ainda culpou o campo pela lesão do goleiro Victor

Gazeta Esportiva |

Lúcio saiu da partida deste sábado - quando o Grêmio venceu o Cruzeiro-RS por 3 a 2 e assegurou vaga na final da Taça Farroupilha - disparando críticas sobre a decisão de jogar no gramado sintético do Estádio Passo de Areia, em Porto Alegre.

Como o Estrelão, a casa do Cruzeiro, não se adequa às condições para receber a semifinal, o duelo foi transferido para a sede do São José, outro clube da capital gaúcha. Antes do apito inicial, o Tricolor bem que tentou mudar o palco do embate, porém não conseguiu.

Com muitas dores, o coringa do técnico Renato Gaúcho não aliviou após o jogo. "Estou com dor na virilha e na panturrilha. É muito impacto jogar no sintético. O Victor saiu lesionado também, tudo por culpa do campo duro. Se fosse em um campo normal, ele não machucaria a clavícula", afirmou.

No final de seu discurso, o jogador endereçou sua ira: "Eu, inclusive, conversei com outros atletas do Cruzeiro e eles falaram: 'Pela gente, jogaríamos no Olímpico'. Isso é coisa de gente que fica numa sala e não joga futebol", disse.

Tanto Lúcio quanto Victor são dúvidas para o jogo de terça-feira, quando o Grêmio enfrentará a Universidad Católica, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. O compromisso será no Olímpico.
 

Leia tudo sobre: Grêmiocampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG