Jogadores reconheceram dificuldades e projetaram recuperação contra Atlético-PR

O Grêmio vencia e seguia melhor em campo até os 20 minutos do segundo tempo, quando o árbitro marcou pênalti de Lúcio em Liedson , Chicão converteu a cobrança e iniciou a virada do Corinthians. Ao final do confronto, o lateral assumiu culpa, mas apenas parcialmente.

"Tive uma falha individual minha, mas temos que ter atenção de todos. Foi nossa primeira derrota, e não podemos nos acostumar com isso. Nós temos que corrigir para o próximo jogo".

A confissão acabou com a dúvida sobre o lance marcado pelo árbitro Nielson Nogueira Dias. No momento da infração, Lúcio atuava como lateral-esquerdo após a lesão de Rodolfo – Escudero entrou e atuou no meio-campo. Na saída de campo, ele apontou a necessidade de evitar o confronto com os atacantes rivais dentro da área: "Esses contra-ataques não podem acontecer".

Renato Gaúcho e seus comandados buscarão a primeira vitória no Campeonato Brasileiro daqui a uma semana. No domingo que vem, a equipe encara o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba. Será quando, para Douglas, será necessário melhorar.

"É difícil jogar, tenho marcação individual, preciso de passe rápido. Temos de saber jogar com dois toques, isso não aconteceu hoje. Reconheço que não fui bem hoje, mas preciso também dos companheiros".

Capitão e volante, Fábio Rochemback disse ser normal a torcida reclamar do resultado – vaias foram ouvidas após a derrota. Ele apontou a receita para dar a volta por cima: "Trabalhar. Não adianta".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.