Capergiani testou essa formação no treino de quarta-feira, ao colocar o veterano no lugar de Fernandinho

O técnico Paulo César Carpegiani parece ter se deparado com um dilema para formar o meio-campo do São Paulo . Com o retorno de Lucas aos titulares, depois de passagem pela seleção Sub-20, o experiente Rivaldo acabou perdendo espaço. No entanto, o garoto acha viável atuar junto com o pentacampeão.

"Não fui eu que o coloquei no banco. Nós poderíamos jogar juntos tranquilamente, como na primeira parte do treinamento (de quarta). Seria uma responsabilidade enorme", analisou o camisa 7.

Na atividade de quarta, sem contar com Fernandinho (poupado), Carpegiani optou pela entrada de Rivaldo, que ganhou elogios do titular absoluto Lucas, novo xodó da torcida são-paulina.

"Estamos nos entendendo bem, pois o Rivaldo dispensa comentários. Ele me dá bastante conselho, é um jogador inteligente e fica fácil com ele. Não teremos problema de entrosamento. Se o Paulo optar por nós dois, vai ser uma honra para mim e tem tudo para dar certo", comentou.

Com Rivaldo em campo, Lucas poderia dividir um pouco a responsabilidade, já que vem sendo bastante perseguido pela marcação dos adversários, mas sem se intimidar.

"A partir do momento que vou aparecendo mais, os adversários me conhecem e se preocupam. A marcação fica mais forte. Estou preparado para isso, entro em campo para mostrar meu futebol", afirmou, antes de completar.

"Eles me intimidam, xingam, dão empurrão... Mas isso não me atrapalha. Cresci jogando bola na rua com garotos mais velhos e nunca tive medo de ninguém. Quero me divertir em campo", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.