estrangeiros da América do Sul - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Liverpool, The Strongest, White Star, Everton... Conheça os times estrangeiros da América do Sul

Força da Inglaterra no início do século motivou a criação de vários times com nomes internacionais. Países como Bolívia e Chile poderiam montar sua própria Premier League

Francisco De Laurentiis, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859859144&_c_=MiGComponente_C

A Copa Libertadores 2011 terá a estreia de três clubes: León de Huánuco-PER, Liverpool-URU e Jaguares de Chiapas-MEX (veja as chaves). Causou estranhamento, principalmente, a presença do desconhecido time uruguaio. Seria uma filial da tradicional equipe inglesa na América do Sul? Nada disso: o nome do clube, tricampeão da segunda divisão de seu país, tem origem bastante curiosa.

José Freire , um dos fundadores do clube, observava um mapa mundi em busca de uma denominação para seu recém-inaugurado time. Quando seus olhos passaram pela Inglaterra, se detiveram sobre a importante cidade do oeste inglês. Freire gostou do nome e daí em diante estava fundado o Liverpool Fútbol Club, em 1915.

O Uruguai, aliás, possui diversos times de nomes inspirados na Terra da Rainha. O primeiro clube de futebol do país, o Albion, teve seu nome originado na maneira como as ilhas britânicas eram chamadas em tempos antigos. Outros exemplos é o Montevideo Wanderers, da capital.

O gigante Peñarol, antes de ter este nome, chamava-se Central Uruguay Railway Cricket Club, e era um clube de críquete (esporte muito popular na Grã-Bretanha), antes de passar a se dedicar ao futebol. Tudo isso devido à forte influência da então potência mundial Inglaterra.

Os times de nome estrangeiro, porém, não são exclusividade do Uruguai. Enquanto o Chile ostenta os rivais Everton e Santiago Wanderers (ambos da cidade de Valparaíso), a Bolívia tem o The Strongest, Blooming, Always Ready e o Destroyers, só para citar alguns. No Peru, destaque para o Sport Boys e o White Star, enquanto na Argentina há o All Boys, o Newells Old Boys, entre outros.

Francisco De Laurentiis
Escudos de The Strongest e Liverpool, dois dos "estrangeiros" da América do Sul

Também há os casos de traduções estranhas, como o River Plate, além de times que soam estrangeiros por terem nomes de pessoas, como o Jorge Wilstermann-BOL e o OHiggins-CHI. Conheça um pouco sobre a origem dos nomes estrangeiros dos times sul-americanos:

The Strongest-BOL: Time mais antigo da Bolívia, seu nome significa o mais forte. Quando fundado, em 1908 por jovens recém-saídos do serviço militar, chegou a ser conhecido como The Strong Football Club (o forte clube de futebol) e The Strongest Football Club (o mais forte clube de futebol), antes de chegar ao seu nome oficial: Club The Strongest. Participou de 17 edições da Copa Libertadores, e costuma ser temido por mandar suas partidas em La Paz, a 3,6 mil metros de altitude.

River Plate-ARG: Livio Ratto, um dos fundadores, queria dar ao time o nome de Club Atlético Forward (clube atlético avançado, referência à postura ofensiva no campo de jogo). No entanto, Pedro Martínez, outro dos pioneiros, viu em um dique do rio da Prata a inscrição The River Plate, uma adaptação errada do nome do rio para a língua inglesa (literalmente, significaria rio do prato). Os fundadores gostaram e fundaram o Club Atlético River Plate, em 1901. Apesar de sumido nas últimas edições, é bicampeão da Libertadores (1986 e 1996).

White Star-PER: Foi fundado em 1917 na cidade de Arequipa, que tem como apelido la ciudad blanca (a cidade branca). Inspirados pela alcunha do município, os pioneiros resolveram nomear o clube como White Star (estrela branca). Tem se destacado nos últimos anos como uma das maiores forças sul-americanas do futebol feminino, e jogou a Copa Libertadores feminina 2009, no Brasil (perdeu para o Santos, de Marta, por 3 a 1).

Jorge Wilstermann-BOL: Fundado por um grupo de trabalhadores da empresa aérea LAB (Lloyd Aereo Boliviano), o time leva o nome do homenageado Jorge Wilstermann (de origem alemã), primeiro piloto comercial da Bolívia. Da cidade de Cochabamba, a 2,56 mil metros de altitude, contabiliza 15 participações em Libertadores. Na edição 2011, está no grupo do Internacional.

Newells Old Boys-ARG: O nome do time é uma homenagem ao inglês Isaac Newell, imigrante inglês. Fundador do Colégio Anglicano Argentino, que deu origem ao time, trouxe de sua terra natal uma bola e as regras do futebol, que logo fizeram sucesso entre os alunos. Os estudantes resolveram levar o jogo a sério e fundaram o Newells Old Boys (ingressantes [da escola] de Newell), em 1903. Disputou seis vezes a Libertadores e foi vice campeão em 1992, perdendo a final para o São Paulo.

Everton-CHI: Fundado pelo imigrante inglês David Foxley na cidade de Valparaíso, litoral chileno, teve seu nome inspirado no Everton inglês, time de futebol da cidade de Liverpool. A equipe estrangeira havia acabado de excursionar pela Argentina com ótimos resultados, e acabou ganhando fama, o que motivou Foxley a escolher o nome de sua equipe. Já jogou a Copa Libertadores em duas ocasiões.

Blooming-BOL: Os pioneiros queriam dar ao clube um nome que homenageasse a florescente juventude da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Encontraram no inglês a solução e deram ao clube o nome de Blooming (florescente), em 1934. Esteve presente em sete edições da Copa Libertadores de América.

Montevideo Wanderers-URU: Fundado pelos irmãos Enrique e Juan Sardeson após uma viagem para a Inglaterra, o clube da capital uruguaia ganhou o nome da cidade com a adição do termo inglês Wanderers, que quer dizer viajantes. Já jogou a Libertadores em seis ocasiões.

OHiggins-CHI: Seu nome homenageia Bernardo OHiggins, uma das figuras militares fundamentais da independência do Chile e o primeiro chefe de estado do país. Fundado em 1955, na cidade de Rancagua, disputou três vezes o mais importante torneio da América do Sul.

Sigla diferente
A Confederação Sul-Americana de Futebol poderia ser conhecida pela sigla CSF. Todavia, o acrônimo que representa a mais importante entidade do futebol sul-americano é Conmebol, junção das sílabas de Confederación Sudamericana de Fútbol, em espanhol.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG