Tamanho do texto

Veja análise de cada um dos 23 convocados para a Copa América e o futuro desses jogadores nas próximas convocações de Mano

O iG analisou o desempenho dos jogadores da seleção brasileira na Copa América e avaliou quem deixou a competição da Argentina em melhor situação do que entrou e quem voltou ao Brasil preocupado para futuras convocações.

Mano Menezes já faz uma nova lista na próxima segunda-feira, dia 25 de julho, para o amistoso contra a Alemanha, dia 10 de agosto, em Stuttgart. Segundo o treinador, alguns atletas que participaram da Copa América podem ficar de fora por causa da pré-temporada com os clubes europeus, apesar de ser data Fifa, o que facilita a liberação.

“Mesmo assim, temos pela frente a Alemanha, um rival que não vai nos dar facilidade. Temos que pensar nisso também”, disse o treinador.

Veja quem pode ficar fora da lista:

QUEM SOBE

Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Reuters
Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Maicon: Lateral direito tem 30 anos, não era opção porque terá 33 na Copa do Mundo, mas velocidade e lobby dos companheiros de Inter de Milão o fizeram “roubar” a vaga de Daniel Alves e ir bem contra o Equador. Deve ser convocado mais vezes.

Lúcio: Voltou como capitão e cobrando os mais novos. Mano o repreendeu publicamente, mas acha importante ter um atleta assim na equipe. Vai continuar.

Ramires: Atuações consistentes, garantindo a titularidade.

Robinho: Começou em baixa, não jogando nada, e chegou a ser sacado. Reclamou disso, Mano devolveu, mas voltou para jogar mais recuado e foi bem. O melhor em campo contra o Paraguai, ele sai da Copa América com boa impressão.

Fred: Convocado pela primeira vez nos amistosos anteriores à Copa América, fez um gol e entrou bem como referência no ataque. Pode ser convocado novamente.

Jadson: Na oportunidade que teve, agradou a Mano Menezes, no primeiro jogo contra o Paraguai, marcando até gol.

NA MESMA

Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Reuters
Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Victor e Jefferson:  Goleiros reservas, não têm idade olímpica, mas podem ser opção caso Julio fique fora de alguma convocação.

Adriano: Não é o preferido de Mano para a lateral esquerda (Marcelo era, mas discutiu com o treinador) e foi um dos que menos apareceram até nos treinamentos. Se Marcelo não voltar, é opção.

Thiago Silva: fez boas partidas, como sempre, mas acabou ofuscado pela liderança de Lúcio. Não corre risco de perder a vaga.

David Luiz e Luisão: Zagueiros reservas não foram usados. O primeiro é aposta para o futuro e deve ser mantido. O segundo pode nem ser mais convocado, mas por causa da idade (com mais de 30, não está nos planos da Copa de 2014).

Sandro e Elias: O primeiro treinava bem, era opção para Lucas Leiva, mas acabou se machucando e sendo cortado. O segundo só treinou e chamou a atenção por ter perdido seis pênaltis em uma brincadeira – virou chacota dos companheiros.

Lucas Silva: Garoto não foi bem quando entrou, mas era o mais jovem do grupo com 18 anos e com certeza terá outras oportunidades, principalmente na equipe olímpica.

QUEM DESCE

Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Reuters
Falhas podem comprometer futuro de Julio Cesar no time de Mano Menezes
Julio Cesar: Duas falhas contra o Equador, não foi exigido na maioria do tempo, mas quando foi atacado não foi bem. Por enquanto não corre risco, mas...

Daniel Alves: Duas partidas ruins contra Venezuela e Paraguai, até parecia fora de forma. Falhou em lance de gol e acabou no banco. Deve virar reserva de Maicon, de novo.

André Santos: Deu uma assistência, mas não marcou bem e apoiou pouco quando era preciso. Associado ao pênalti mal cobrado, ele deixa a Copa América em baixa. Como é difícil arrumar substituto para a lateral esquerda, deve ser mantido.

Lucas Leiva: Estava em alta até o primeiro tempo na prorrogação contra o Paraguai, jogando bem. Até ser expulso e ser o único atleta criticado por Mano após a eliminação.

Paulo Henrique Ganso: Não conseguiu jogar bem. Estava com problemas físicos, como mostrou o iG, e apesar de defendido por Mano Menezes já não é mais unanimidade para a camisa 10.

Neymar: Mano considerou que ele esteve muito marcado, mas na primeira competição oficial esteve longe do jogador objetivo e decisivo do Santos. Fez dois gols contra o fraco Equador. Apesar disso ainda não corre risco de perder a titularidade.

Alexandre Pato: Mano usou a expressão “vácuo” para a camisa 9. O centroavante não esteve bem e corre risco de ser sacado.

Elano: Entrou mal quando Mano precisou e ainda cobrou o pênalti contra o Paraguai “na Lua”. Pode nem ser mais convocado.