Apesar do fracasso na Copa do Mundo, treinador espera ser mantido no comando da seleção brasileira

O técnico da seleção brasileira de futebol feminino, Kleiton Lima, afirmou neste domingo em Dresden, após a eliminação da equipe nas quartas de final da Copa do Mundo feminina ante os Estados Unidos (5-3 nos pênaltis após 2-2), que pretende seguir no comando da equipe.

"Estou trabalhando com muita tranquilidade. O Brasil ainda não tem uma tradição tão grande no futebol feminino como Europa ou América do Norte, mas estamos indo bem, por isso quero seguir e continuar ajudando", respondeu Lima ao ser perguntado se a decepção no mundial afetaria seu futuro.

"Se algum dia, por um resultado ruim ou por qualquer outro motivo, vier outro treinador, aceitarei sem problemas", disse. "O futebol é dinâmico e é normal a mudança de treinadores", completou.

Para Lima, a partida contra os EUA foi "muito equilibrada", mas as americanas tiveram mais sorte e, por esse motivo, levaram a melhor."Foi uma partida vibrante, com muitas alternativas. Qualquer um dos dois poderia ter levado a vitória. Estivemos melhor em alguns momentos da partida e perdemos boas chances, assim como aconteceu com as americanas", explicou o técnico."O time dos Estados Unidos foi mais competente e mereceu a vitória", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.