Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Líder, Tite se exalta e exige respeito: “Não acredito em sorte”

Na ponta há 17 rodadas, mas em queda, treinador se irrita com "sorte" para se manter no topo

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Os rivais diretos do Corinthians ao título brasileiro tiveram a chance de tomar-lhe a liderança cinco vezes neste Campeonato Brasileiro . Mas cada tropeço corintiano foi seguido por outros resultados ruins de Vasco, São Paulo, Botafogo e Flamengo, times que brigaram mais pela ponta desde o início do Brasileiro. Perguntado se o time está contando com a sorte para se manter no topo, Tite se exaltou.

AE
Tite se irritou com pergunta sobre sorte para se manter líder
Siga a página do iG Corinthians no Twitter

“Vou ser bem direto. Eu não acredito em sorte e não vou acreditar. Ninguém faz 13 vitórias em 23 jogos por sorte. Ninguém tem a melhor defesa (23 gols sofridos) por sorte. Ninguém está entre os quatro times que mais fazem gol por sorte. Aqueles que falam (que há sorte) eu respeito, mas não concordo. Pelo nível do campeonato, pelas contratações de todos os times,pelos enfrentamentos, eu não acredito. São 23 rodadas e tem outros 19 (times). E mesmo assim estar respondendo de sorte. Eu acredito em merecimento, em mal momento em instabilidade, em aprender. Quem quer fala r em sorte, respeito. Eu não acredito”, disse Tite, em alto e bom tom durante a entrevista coletiva que concedeu nesta terça-feira.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

O Corinthians tem 43 pontos e desde a sétima rodada assumiu a liderança isoladamente. São 17 rodadas seguidas. Tite ainda puxa os números para seu lado e acrescenta que o Corinthians foi líder em 20 das 23 rodadas. Por ter tido um jogo a menos do turno (em jogo adiado contra o Santos) o time teve melhor aproveitamento na sexta rodada, mas não foi líder. Chegou a 13 pontos em 15 possíveis contra o São Paulo, que em seis jogos somou 15 pontos.

Veja a tabela completa do Campeonato Brasileiro. O Corinthians é líder há 17 rodadas

“Nós somos líderes em 20 rodadas. As duas primeiras, que vencemos (Grêmio e Coritiba), aí empatamos (Flamengo) e o São Paulo fez cinco vitórias, mas depois vencemos (o clássico) e viramos líderes. Não posso acreditar em sorte. Isso é trabalho, é merecimento. A liderança que vale é a da última rodada, mas esta agora mostra o valor do nosso trabalho”, disse o treinador.

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG