Com dois gols de Edno, time paulista vence por 5 a 2 no Canindé e atinge a quarta vitória consecutiva

A Portuguesa provou na noite desta terça-feira, no Canindé, a razão de ser líder da Série B do Campeonato Brasileiro. Com a quarta vitória seguida, e a terceira goleada consecutiva, o time de Jorginho fez como vítima o São Caetano , em nova boa atuação de Edno. O atacante fez os dois primeiros gols da vitória por 5 a 2.

Edno balançou as redes aos dois e seis minutos do confronto. Geovane, do São Caetano, diminuiu aos 16, mas a goleada foi construída ainda no primeiro tempo, com Marcelo Cordeiro, aos 34, e Ananias, aos 42, ampliando. O São Caetano começou o segundo tempo já com um a menos - Geovane foi expulso - e ainda levou mais um, de Leandro Silva, ao três minutos. A sorte de Souza em cobrança de falta, aos 17, só diminuiu a vergonha do time do ABC.

Sem perder há cinco partidas, a Lusa tentará continuar em excelente fase no próximo sábado, Pás 16h20, contra o ASA, em Arapiraca, em Alagoas. Já o São Caetano, mais perto da zona de rebaixamento do que da zona de acesso à Série A, tentará se recuperar no mesmo dia e horário diante do Sport Recife, em São Caetano do Sul.

O jogo
O São Caetano nem teve tempo de estudar e analisar, na prática, como parar a Portuguesa. A equipe de filosofia ofensiva imposta pelo técnico Jorginho mostrou o mesmo ímpeto que o fez aplicar 5 a 0 no Bragantino e 4 a 1 no Goiás nas duas rodadas anteriores. E Edno manteve sua eficiência para fazer gols.

Logo aos dois minutos de partida, o meia-atacante estava posicionado no lugar e na hora certa para receber cruzamento rasteiro de Luis Ricardo e, na pequena área, tocar com o pé direito para as redes. Aos cinco, marcou um golaço: Ananias ajeitou invertida de Henrique e tocou para Edno que, sem deixar a bola cair, dominou e chutou sem chances para o goleiro Luiz.

A Portuguesa não dava descanso ao adversário. As subidas dos laterais Luis Ricardo e Marcelo Cordeiro, quase sempre acionados pelo armador Marco Antonio e com opções de tabela com Edno, Ananias ou Henrique, pareciam impossíveis de serem anuladas. O São Caetano, na única oportunidade que teve, diminuiu em giro de Geovane na área, aos 16 minutos.

Mas estava complicado para a equipe do ABC sair de seu campo de defesa. Acuado, o time foi para o intervalo já goleado. Aos 34 minutos, permitiu troca de passes que terminou com outro golaço, desta vez de Marcelo Cordeiro, que abteu com força e precisão no ângulo esquerdo de Luiz. Aos 42, outra descida pela direita terminou com finalização de Ananias no canto baixo do goleiro.

No caminho para os vestiários no intervalo, Geovane, que poderia ser uma esperança, virou problema ao trocar empurrões com os adversários e, antes do início do segundo tempo, recebeu o cartão vermelho. Com um a mais, ficou ainda mais fácil para a Lusa ampliar, e o quinto gol veio após cobrança de escanteio que o zagueiro Leandro Silva completou nas redes, aos três minutos.

Ciente de que a derrota era inevitável, o técnico Márcio Goiano passou a fazer substituições para que sua equipe, com dez jogadores em campo, não tivesse o saldo ainda mais prejudicado. Mesmo pressionado, o São Caetano conseguiu evitar mais gols da Portuguesa e ainda marcou um, aos 17 minutos, quando Souza bateu falta que desviou na barreira e enganou o goleiro Weverton.

FICHA TÉCNICA - PORTUGUESA 5 X 2 SÃO CAETANO

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 28 de junho de 2011, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Assistentes: Marcio Luiz Augusto e João Nobre Chaves (ambos de SP)
Cartão vermelho: Geovane (São Caetano)

Gols:
PORTUGUESA: Edno, aos dois e aos seis, Marcelo Cordeiro, aos 34, e Ananias, aos 42 minutos do primeiro tempo; Leandro Silva, aos três minutos do segundo tempo
SÃO CAETANO : Geovane, aos 16 minutos do primeiro tempo; Souza, aos 17 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA : Weverton; Luis Ricardo, Rogério (Renato), Leandro Silva e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Ferdinando, Marco Antônio (Thiago Silvy) e Henrique; Ananias (Ivo) e Edno. Técnico: Jorginho

SÃO CAETANO : Luiz; Robert, Anderson Marques, Eli Sabiá e Diego; Augusto Recife, Allan (Fernandes), Souza e Kléber (Thiago Martinelli), Antônio Flávio e Geovane. Técnico: Marcio Goiano

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.