Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Libertadores pode completar única lacuna no currículo de Ronaldo

Atacante nunca conquistou a Liga dos Campeões. Correspondente latina move "Fenômeno" na despedida da carreira

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Ronaldo pode não conseguir ser artilheiro pelo Corinthians no ano em que se despede do futebol, mas se dará por satisfeito se ajudar o clube com seus gols a conquistar sua primeira Copa Libertadores na história. De quebra, com o eventual título continental, Ronaldo conseguirá preencher uma das poucas lacunas do seu currículo recheado de conquistas.

AE
Libertadores move Ronaldo no ano de sua despedida do futebol
A conquista da Libertadores coroaria a parceria de sucesso entre o jogador e o Corinthians e daria a Ronaldo um título continental de grande porte que ainda lhe falta. A Libertadores, equivalente sul-americana da Liga dos Campeões da Europa, premiaria Ronaldo. No velho continente o atacante conseguiu apenas um título europeu, o menos badalado troféu da Copa da Uefa, conquistado em 1998 com a Inter de Milão.

O Corinthians estreia na Libertadores no dia 26, contra o Tolima, no Pacaembu. O jogo de volta contra o time colombiano acontece em Ibagué, no dia 2 de fevereiro. Ronaldo será poupado do duelo contra o Bragantino, nesta quarta-feira, para chegar inteiro para os confrontos que definirão a equipe que entrará no grupo 7 do torneio ao lado de Cruzeiro, Estudiantes e Guaraní-PAR.

O Fenômeno é misterioso quando fala de objetivos. As lesões, a dificuldade de adquirir ritmo de jogo e as cada vez mais frequentes ausências dos jogos do Corinthians o fazem calar-se sobre o assunto, mas ele admite que como em todo início de ano tem seus desafios.

“Sempre projeto coisas incríveis e coisas difíceis para todo mundo, mas esse ano não vou fazer projeção pública. Vai ficar guardado pra mim”, comentou na última quinta-feira.

Uma meta mais modesta e por isso mais fácil de ser alcançada no ano em que encerra sua carreira é a de vencer uma partida na sua cidade natal pelo Corinthians. A última vez que Ronaldo venceu no Rio de Janeiro foi com o Cruzeiro, em 1993, contra o Botafogo: 1 a 0, gol dele. Depois disso, foram cinco jogos no Rio, quatro pelo Corinthians e um com a seleção. Nenhuma vitória. Com o time paulista foram três empates e uma derrota. E com a seleção, uma derrota.

Seu único gol pelo Corinthians no Rio aconteceu na sua última visita ao Rio, na partida contra o Flamengo no Engenhão, empate por 1 a 1 em outubro.

Vale nota: Ronaldo se despedirá do futebol sem nunca ter marcado um gol no Maracanã, o maior símbolo do futebol brasileiro. O “Fenômeno” teve poucas chances de jogar no estádio e a possibilidade de deixar sua marca em uma de suas traves foi embora com as obras de reforma do estádio da final da Copa do Mundo, a grande competição do futebol mundial que tem que em Ronaldo como seu maior artilheiro, com 15 gols.

Leia tudo sobre: corinthiansronaldolibertadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG