Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Lesão de Emerson preocupa e Corinthians não descarta cirurgia

Atacante tem contusão crônica no púbis e médico diz que intervenção pode ser necessária

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AP
Último jogo de Emerson foi pela Libertadores
O Corinthians não teve sete potenciais titulares na partida contra o Botafogo-SP , neste sábado, e entre os desfalques, Emerson é o que mais preocupa o departamento médico do clube. Com uma uma lesão crônica no púbis , o atacante não atuou nas três últimas partidas da equipe e seguirá fora do time para realizar um tratamento conservador no local. A ideia dos médicos é preservá-lo para os jogos da Libertadores e só operá-lo, se for o caso, depois da participação do Corinthians no torneio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A gente sabe que com trabalho especial ele joga. Mas se voltar  a ter dor, é necessário pelo caso clínico, que é crônico, uma cirurgia. A Libertadores realmente é parâmetro, podemos levar o máximo possível ao longo da competição. Mas se não for, e ele continuar reclamando de dores, a gente pode intervir antes", disse o médico  do clube, Julio Stancati.

Leia também: Preparador físico do Corinthians revela lesão crônica de Emerson "Sheik"

Além de Emerson, Liedson é outro jogador que tem seu caso observado com mais cuidado pelo departamento médico. Ele passou artroscopia no joelho esquerdo em julho do ano passado, mas as cores persistem no local. "A gente fez ano passado, ele conseguiu jogar e sempre tentamos não forçar. Mas aí vem a sobrecarga de jogos e o incômodo vem. Mas como no caso do Emerson, se ele continuar com problemas, a possibilidade de cirurgia é muito grande mesmo", disse Stancati.

E mais: Tite defende Liedson e o mantém a frente de Adriano como titular

Além dos dois atacantes, o Corinthians teve outros cinco desfalques contra o Botafogo-SP. Paulo André, em recuperação de cirurgia no joelho direito, continua fora dos próximos jogos. Segundo Stancati, Alessandro, Jorge Henrique e Danilo têm boas chances de voltarem contra a Catanduvense, quarta-feira. Leandro Castán, que se contundiu contra a Portuguesa, volta a treinar na segunda, mas ainda é dúvida.

Outra preocupação do departamento médico corintiano é Paulinho. O volante levou uma pancada na partida contra o Botafogo de Ribeirão Preto. "Ele tomou um trauma com um chute na canela, está sensível, deve permanecer assim por 48 horas. Não foi tão grande e a tendência é que treine segunda-feira. Aí vamos ver como ele reage". 

Leia tudo sobre: corinthianspaulistão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG