Dirigente do time francês disse que é preciso fazer sacrifícios para contratar quem está no Brasil

O brasileiro Leonardo, diretor esportivo do Paris Saint-Germain, declarou nesta quinta-feira que não houve por parte de seu clube "nenhum contato" para contratar Neymar, do Santos .

"No Brasil, é cada vez mais difícil contratar jogadores", afirmou Leonardo. "Eles têm os meios para organizar uma Copa e Jogos Olímpicos. Têm salários altos e para convencer um clube a vender é preciso fazer sacrifícios grandes", disse o diretor esportivo da equipe de Paris.

"Neymar e Ganso têm salários altos e seu clube não quer vendê-los antes do Mundial de Clubes", acrescentou Leonardo."Mas não estamos interessados", ressaltou, referindo-se às eventuais contratações de ambos os craques brasileiros.Leonardo reconheceu ter entrado em contato com Ganso quando treinava a Inter de Milão.

Em relação ao búlgaro Dimitar Berbatov, do Manchester United, outro jogador alvo de rumores relacionados ao clube francês, Leonardo disse que não houve "contato algum" para contratá-lo, acrescentando que tinha "uma relação muito boa" com o 'manager' escocês dos 'Red Devils', Alex Ferguson.

O brasileiro também explicou que a fase de contratações no clube da capital francesa terminou, embora permaneça atento a "oportunidades e propostas", sobretudo, caso algúm jogador decida deixar o clube, antes de 31 de agosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.