Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leonardo deixa Milan no passado ao assumir a Internazionale

"Sou um homem livre, com minha identidade", afirmou o brasileiro na apresentação oficial no seu novo clube

AE |

selo

Depois de passar os últimos 13 anos no Milan, como jogador, dirigente e técnico, o brasileiro Leonardo assumiu nesta quarta-feira o cargo de treinador da rival Inter de Milão - o que o fez alvo de crítica do ex-jogador Marco van Basten, chamando-o de traidor. Contratado para o lugar do espanhol Rafa Benitez, ele explicou logo na primeira entrevista coletiva que seu antigo clube ficou no passado e que agora está concentrado nesse "novo e grande desafio". 

Getty Images
Leonardo foi apresentado nesta quarta-feira como novo técnico da Inter
Leonardo durou apenas uma temporada como técnico do Milan, de onde saiu em maio deste ano, apesar da longa trajetória no clube. Desde então, estava desempregado. Mas aceitou o convite da Inter de Milão, que, mesmo tendo sido campeã mundial, resolveu demitir Rafa Benitez - contratado para o lugar do português José Mourinho, o espanhol ficou apenas um semestre no cargo. 

"Agradeço ao Milan pelos 13 anos que passamos juntos e nunca vou esquecê-los, mas agora começo uma nova aventura. Sou um homem livre, com minha identidade", avisou Leonardo, durante a sua primeira entrevista coletiva no novo clube, nesta quarta-feira, quando foi recepcionado pelo presidente da Inter, Massimo Moratti, com calorosos elogios e desejos de sucesso.

Para justificar a decisão de aceitar o convite da Inter, Leonardo disse ser um "romântico". "Não estava procurando emprego, estava procurando um sonho, algo que me estimulasse, um desafio. E esse é o maior desafio que existe", afirmou o brasileiro, reconhecendo a responsabilidade que terá no clube italiano, que conquistou todos os títulos que disputou ao longo de 2010.

Apesar do currículo vencedor, Rafa Benitez não suportou a sombra de Mourinho na Inter - o técnico português levou o time aos títulos do Campeonato Italiano, da Copa da Itália e da Liga dos Campeões da Europa, mas foi para o Real Madrid. Assim, o espanhol acabou sendo demitido logo depois de ganhar o Mundial de Clubes. Agora, o desafio está nas mãos de Leonardo.

O brasileiro mostra confiança até mesmo na conquista do título italiano - a Inter está em sétimo lugar, 13 pontos atrás do líder Milan. "Eu acredito no scudetto. Sei que 13 pontos é muito, mas o campeonato é longo", avisou Leonardo, cuja estreia acontecerá no dia 6 de janeiro, contra o Napoli, quando o Campeonato Italiano recomeça após a paralisação de fim de ano.

Leia tudo sobre: ItáliaInternazionaleLeonardo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG