Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Léo pede ¿catimba¿ e malandragem ao Santos na Copa Libertadores

Lateral acredita que apenas a habilidade dos jovens da equipe não é suficiente para vencer a competição

Samir Carvalho, iG Santos |

O experiente lateral-esquerdo Léo, 35 anos, acredita que apenas a técnica das jovens revelações do Santos não basta para a equipe conquistar a Copa Libertadores da América. O camisa 3 pediu para Neymar e companhia utilizarem a famosa “catimba”, estratégia bastante usada por argentinos e uruguaios na competição.

“O que os jovens precisam entender é que na Libertadores não é só o talento que resolve. Tem que catimbar, ser malandro. Isso é essencial. Cada jogo precisa ser disputado como se fosse o último de nossas vidas”, afirmou Léo, que pediu também pediu malandragem para os mais jovens.

“Na Libertadores você joga contra uruguaios, chilenos, argentinos e você precisa da malandragem. Saber fazer o resultado, tocar a bola e catimbar. Tem que provocar, e não cair em provocação”, complementou.

Para convencer os garotos a utilizarem a malandragem na Libertadores, Léo citou como exemplo o confronto entre Santos e Boca Juniors, da Argentina, na final da competição em 2003. Na ocasião, o Santos tinha muitos jovens talentos – Robinho, Diego, Alex e Elano – perdeu a final para o time argentino.

“Muita gente colocou que era um confronto da experiência contra a juventude. E eles levaram o melhor.Aquela era uma equipe maravilhosa, mas que não tinha malandragem. Isso conta muito nesse tipo de competição. Libertadores é guerra e temos de ir para a Venezuela com a faca entre os dentes”, disse Léo.

 

 

Leia tudo sobre: santosléoneymarcopa libertadores da américa 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG