Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leão se esquiva de polêmica com Wagner Ribeiro sobre Lucas

Treinador do São Paulo afirmou que só deve satisfações à diretoria do clube, e não a empresários

Gazeta |

Gazeta Press
Wagner Ribeiro havia feito duras críticas a Leão
Sem brigas, nem maiores discussões, a paz selada no São Paulo entre o técnico Emerson Leão e o meia Lucas agradou a todos. Sempre sereno ao comentar o assunto, o treinador ainda se esquivou ao comentar as palavras do empresário Wagner Ribeiro, dizendo que seu cliente era "uma ferrari mal dirigida".

Leia também: Wagner Ribeiro detona Leão e diz que Lucas é 'Ferrari mal dirigida'

Ribeiro, por sinal, ainda atestou que o clube poderia perder se o clima continuasse dessa forma. "Ele tem potencial. Ao lado do Neymar, é o único no Brasil que recusou proposta do exterior. É patrimônio do clube e o São Paulo sempre teve uma estrutura excelente, mas o Lucas está sendo mal-dirigido, administrado e trabalhado", comentou à Rádio Estadão/ESPN.

Tranquilo, o comandante tricolor nem citou o nome do agente do jogador. "Se eu for responder a todas as graças que um profissional da bola faz, eu escrevo um livro. Eu só devo satisfação à diretoria do clube, e só a ela vou dar. Quem fala de fora é porque nunca esteve dentro", explicou.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A 'rixa' entre os dois personagens é antiga. Em 2007, quando comandava o Corinthians, Leão demorou a promover o meia Lulinha, tido como grande promessa das categorias de base do clube do Parque São Jorge, irritando o empresário, que ameaçou tirar o jogador do clube.

Em 2008, a história foi parecida, mas dessa vez o jovem promissor era Tiago Luís, no Santos. Tido como 'novo Messi', o atleta também demorou a ser aproveitado. Dessa vez, no entanto, o caso parece já ter sido solucionado.

Confira ainda: Jadson aconselha Lucas a deixar 'coisinhas' de lado no São Paulo

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG