Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leão reconhece são-paulino que assaltou sua casa em fevereiro

Um dos assaltantes tinha uma tatuagem da Independente, torcida organizada do clube do Morumbi

Gazeta |

Futura Press
Leão, na ocasião, prestou queixa no 15º DP
O técnico Emerson Leão reconheceu, na noite dessa quinta-feira, os dois criminosos que invadiram sua casa no dia 18 de fevereiro e levaram joias, dinheiro e objetos pessoais. Um deles era são-paulino e foi até alvo de brincadeiras do comandante.

RELEMBRE: Casa do técnico Émerson Leão foi assaltada em fevereiro

"Pediram que o rapaz levantasse a camisa e estava lá uma tatuagem da Independente, torcida do São Paulo. Na hora, eu falei: 'poxa vida, deve estar satisfeito, poderia devolver as coisas'", disse Leão, após comandar treino no CCT da Barra Funda, nesta sexta, lembrando que o São Paulo vem de 11 vitórias seguidas na temporada e lidera o Paulistão.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar de ter identificado os assaltantes, que compõem uma quadrilha na região dos Jardins, a Polícia ainda não conseguiu recuperar os pertences do treinador. Por isso, ele não dá o caso como encerrado.

"Esse é o começo da história. Eles vão ser julgados, vai ter o processo e vão ser condenados. Ainda vou estar envolvido nesse episódio, mesmo porque tudo aquilo que furtaram e roubaram não foi devolvido, não foi achado. A Polícia, que vai apertá-los, deve conseguir alguma coisa", acrescentou o são-paulino, que teve contato com os criminosos em sua residência no dia da invasão.

Confira ainda: Inter faz oferta por Oscar e São Paulo promete resposta até sexta

"Quando fui à delegacia, eu até disse ao delegado: 'não preciso nem vê-los, sinto o cheiro'. Eles passaram muito perto de mim lá na minha casa", falou Leão, bastante inconformado com o assunto.

"Espero que algumas pessoas que não estão preparadas para conviver em sociedade fiquem sabendo que o mal não compensa. Pode compensar por pouco tempo, não por muito. Você conhece algum bandido velho? Lógico que não. Ou estão mortos ou estão presos. Essas coisas não são legais", raciocinou. 

Leia tudo sobre: são pauloemerson leão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG