Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leão diz que altura da trave impediu vitória contra o Palmeiras

No segundo tempo do clássico, o são-paulino Cícero acertou cobrança de falta em travessão menor que a medida padrão

João Pontes, iG São Paulo |

O técnico Emerson Leão ficou inconformado com as condições enfrentadas pelo São Paulo no clássico contra o Palmeiras, disputado no último domingo, em Presidente Prudente. Segundo documento da FPF (Federação Paulista de Futebol), as duas traves do estádio tinham altura de 2,41m nas extremidades e 2,38m no centro, sendo que o tamanho padrão é 2,44m.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“A federação fez vistoria em vários gramados, inclusive em Presidente Prudente, e chegou à conclusão de que a trave estava mais baixa. O Cícero chutou uma bola no travessão. Se a trave estivesse no lugar certo, a bola entrava”, reclamou Leão, citando cobrança de falta do camisa 16 no segundo tempo do clássico.

Leia também: Luis Fabiano volta a treinar e deixa o técnico Leão esperançoso

De quebra, o treinador do São Paulo detonou a entidade paulista por autorizar a realização de jogos do Campeonato Paulista em estádios que estão fora do padrão.

Leia mais: Willian José é suspenso por dois jogos e não pega Guaratinguetá

“Em estádio que tem gol fora do limite, não pode ter futebol porque foge às regras do jogo. A exigência que se faz para os grandes clubes da capital precisa ser feita no interior também. Não pode haver correção no meio do campeonato. É bom que eles aprendam dessa vez para não haver repetição”, completou.

AE
Willian José comemora: ao fundo, a trave alvo de polêmica em Presidente Prudente

Leia tudo sobre: são paulocampeonato paulista 2012leão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG