Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leão detona CBF e diz que torce pela saída de Ricardo Teixeira

Treinador do São Paulo, mais uma vez, reclamou da convocação de Lucas para defender a seleção brasileira contra a Bósnia

João Pontes, iG São Paulo |

Vipcomm
Emerson Leão no treino desta sexta-feira: irritação com a CBF e com a seleção brasileira
Emerson Leão soltou o verbo durante entrevista coletiva desta sexta-feira no Centro de Treinamento da Barra Funda. Irritado com a convocação de Lucas para defender a seleção brasileira contra a Bósnia, na próxima terça-feira, na Suíça, o treinador do São Paulo disparou contra Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), e fez uma acusação contra a entidade.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“O Lucas foi retirado do nosso time, mas a seleção brasileira não tirou ninguém de outros clubes. Para a gente deveria ser a mesma medida. A CBF deve milhões para nosso clube e também para outros. Dizem que (Ricardo Teixeira) vai sair, dizem que vai ficar... Espero que ele não fique”, declarou Leão, irritado por perder o meia no amistoso contra o Palmeiras.

Veja também: Jadson promete assumir a responsabilidade no clássico

Sem citar especificamente a CBF, o treinador do São Paulo deixou uma denúncia no ar. "Toda entidade pune o jogador que força o cartão, mas foi sugerido isso para o Lucas em uma reunião", declarou o treinador do São Paulo.

Seleção brasileira: Veja a lista de convocados para o amistoso contra a Bósnia

“Eu não sei nem onde fica a sede da CBF. Estou falando como torcedor. Como treinador, acho inadmissível só um time perder o jogador. Somos o único que sedemos o jogador na hora certa. Para evitar esse desgaste, é muito simples: em data Fifa não deveria ter campeonato”, explicou.

Leia mais: Lesionado, Fabrício desfalca o São Paulo diante do Palmeiras

Por conta da convocaçãoLucas está fora da partida contra o Palmeiras, domingo, em Presidente Prudente. No entanto, o zagueiro vascaíno Dedé, por exemplo, foi liberado pelo técnico Mano Menezes para disputar a final da Taça Guanabara, contra o Fluminense, no mesmo horário do clássico paulista.

Leia ainda:  Cirurgia no joelho esquerdo do volante Wellington é bem sucedida

O Santos, que teve o goleiro Rafael, o meia Paulo Henrique Ganso e o atacante Neymar convocados para seleção brasileira, conseguiu na FPF (Federação Paulista de Futebol) antecipar o jogo contra o Ponte Preta de domingo para sábado.

De acordo com a CBF, Dedé foi liberado pois conseguirá voar a tempo para a Suíça e treinar com a seleção na segunda-feira, como exige o técnico Mano Menezes. Lucas não conseguiria, pois o São Paulo joga em Presidente Prudente e ele não viajaria a tempo. Já a mudança de data do clássico não seria possível devido ao televisionamento do jogo e ao acordo do Palmeiras com a cidade do interior paulista.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG