Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leão confirma pré-contrato de Dagoberto com Internacional

Técnico confirmou negociação com equipe gaúcha, mas disse não ter certeza quando o jogador deixará o time

Gazeta |

O que Dagoberto e seu empresário, Marcos Malaquias, se recusam a confirmar foi confirmado neste domingo por Emerson Leão . O técnico revelou que o atacante já assinou um pré-contrato para defender o Internacional a partir de 2012, mas disse confiar na postura do jogador enquanto este ainda estiver vinculado ao São Paulo .

"O Dagoberto assinou pré-contrato com o Internacional. Já conversei com ele", disse o treinador à TV Bandeirantes ao falar sobre problemas que tem para cumprir seu contrato até o fim do ano e possíveis dificuldades para a próxima temporada, caso fique no clube.

Leia também: São Paulo empata com o Vasco e tira os cariocas da liderança

Leão está convicto de que o artilheiro e líder das assistências no São Paulo em 2011 não será um obstáculo até a conclusão do Campeonato Brasileiro. "Não sei quando sua passagem vai terminar por aqui, mas tenho absoluta certeza de que será com muita dignidade para ninguém poder falar nada. Vou exigir essa conduta."

Dagoberto está vinculado ao clube paulista até 18 de abril, mas há 12 dias está livre para assinar um pré-contrato com qualquer equipe e sair sem o São Paulo, que pagou R$ 5,4 milhões por ele em 2007, receber nada na transação. O jogador, entretanto, nunca mais quis falar de seu futuro, assim como seu agente.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

A diretoria sempre insistiu não saber de nenhum acerto do atleta, mas deve ser procurada para saber se libera o camisa 25 para, em vez de se desligar em abril, se apresentar ao Inter em janeiro. Leão, caso renove seu compromisso com o clube do Morumbi, não se opõe.

"Ele não fez nada de errado. A lei permite, está tudo certo. Se quer alguma coisa a mais, uma antecipação, é negociação com a diretoria. A minha parte é dentro de campo", argumentou o comandante, que não pôde contar com o atacante neste domingo, no 0 a 0 contra o Vasco , porque ele estava suspenso.

O empresário Marcos Malaquias não atendeu às ligações da reportagem nem se manifestou pelo seu Twitter, que tem sido seu principal meio de comunicação até para criticar o presidente Juvenal Juvêncio na complicada e, aparentemente, inútil negociação por uma renovação de contrato - sua última manifestação, assim como a de Dagoberto, foi de que o destino do atleta seria anunciado em dezembro.

Dagoberto sempre disse à diretoria do São Paulo que gostaria de atuar na Europa e, segundo os dirigentes, prometeu avisar quando estivesse acertado com algum clube brasileiro. Até o momento, o departamento de futebol do clube sustenta que ainda não foi informado de nada.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG