Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Leandro aceita condição de reserva e não reclama no Grêmio

Apontado como "diamante", atacante ficou no banco nas duas últimas partidas

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Pode ser apenas coincidência, porém, os dois últimos insucessos do Grêmio tem uma característica em comum: Leandro ficou no banco e entrou apenas no decorrer das partidas contra Internacional, pelo Gauchão, e Universidad Católica, na Libertadores. O time de Renato Gaúcho perdeu a final da Taça Farroupilha e foi eliminado nas oitavas de final do torneio sul-americano.

Apontado como "diamante a ser lapidado" pelo treinador, o atacante jogou 59 minutos no clássico e outros 27 no Chile. Nada produziu. No Gre-Nal foi preterido por um esquema com três zagueiros e Borges como único atacante. Lins e Junior Viçosa formaram a dupla de ataque titular contra o Católica. Situação que não incomoda Leandro:

"Foi opção do treinador. Eu estava bem. Respeito a decisão, então, não tem o que falar".

Aos 17 anos, o atacante foi buscado por Renato nas categorias de base. Teve um aproveitamento muito bom nas primeiras oportunidades, afinal, entrava no segundo tempo e marcava gols. Passou de alternativa a titular dada a venda de Jonas e a lesão de André Lima. Tem seis gols em 12 jogos.

No treino desta sexta-feira, à tarde, ele saberá se jogará o Gre-Nal, domingo, na primeira final do Gauchão. A tendência é que forma a dupla com Borges.

Leia tudo sobre: grêmioleandrocampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG