Quatro meses depois de assumir a seleção do Catar, o sérvio Milovan Rajevac foi demitido e o técnico brasileiro Sebastião Lazaroni foi anunciou como novo comandante do time do país

selo

Quatro meses depois de assumir a seleção do Catar, o sérvio Milovan Rajevac foi demitido e o técnico brasileiro Sebastião Lazaroni foi anunciou como novo comandante do time do país. Ele chega ao cargo com o objetivo de levar os catarianos à Copa do Mundo de 2014.

A inesperada troca de treinadores, anunciada na noite do último domingo, acontece após o Catar ter sido derrotado pelo Vietnã, no mês passado, pela segunda rodada da zona asiática das Eliminatórias do Mundial, que será realizado no Brasil. Mas, apesar do revés, a seleção catariana avançou à fase seguinte do qualificatório graças a um placar agregado de 4 a 2.

Até por isso, a demissão de Rajevac surpreendeu. O sérvio deixa o cargo depois de levar Gana às quartas de final da Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul. Ele, porém, já é o segundo treinador a ser mandado embora pela seleção do Catar apenas neste ano.

Lazaroni estava comandando o principal time de futebol do país, o Qatar SC, e agora chega a uma seleção que se sente obrigada a melhorar o seu desempenho no cenário do futebol depois de o país ter sido eleito a sede da Copa do Mundo de 2022.

Rajevac, de 54 anos, tinha contrato até 2014 e disse que esperava fazer história na seleção catariana, garantindo uma vaga no Mundial do Brasil. Ao justificar a demissão do sérvio, a Associação de Futebol do Catar insinuou que a saída do comandante está relacionada com a derrota frente ao Vietnã. A entidade ainda destacou que a classificação para a fase de grupos das Eliminatórias da zona asiática aconteceu "de maneira bastante alarmante".

Lazaroni foi técnico da seleção brasileira na Copa de 1990, na qual o time nacional foi eliminado ao cair por 1 a 0 diante da Argentina nas oitavas de final. O brasileiro depois dirigiu o Fenerbahçe, da Turquia, e esteve à frente de equipes da China, Japão e do Caribe. A expectativa é a de que ele comande o Catar já a partir desta quarta-feira, quando o país enfrentará o Iraque em um amistoso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.