Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Lauro quer passar por cima das dificuldades e se firmar no gol do Inter

Titular desde a conquista da Copa Sul-Americana de 2008 até o final da última temporada, ele será o goleiro rubro na partida contra o Avaí

Gazeta Esportiva |

O rodízio de goleiros promovido pelo técnico Celso Roth nesta reta final de Campeonato Brasileiro trará de volta ao time do Internacional um personagem importante nas últimas duas temporadas, mas que andava esquecido no Beira-Rio: o goleiro Lauro, titular desde a conquista da Copa Sul-Americana de 2008 até o final da última temporada, será o arqueiro rubro na partida contra o Avaí, domingo, em Porto Alegre.

Substituto de Clemer em 2008, Lauro atuou 97 vezes com a camisa 1 do Inter. Em 2009, foi titular em toda a campanha do título gaúcho e dos vice-campeonatos brasileiro e da Copa do Brasil. Passou a perder espaço justamente na reta final do Brasileirão, quando engoliu um frango no empate em 1 a 1 com o Grêmio Barueri. No começo do ano, falhou também em um jogo diante do Avenida, pelo Gauchão. Os erros motivaram o time a buscar a experiência do argentino Pato Abbondanzieri para a disputa da Libertadores. Com a chegada de Renan, em julho, perdeu ainda mais espaço no elenco.

Agora, diante da má fase técnica do titular, Lauro se coloca à disposição de Celso Roth para tentar dar a volta por cima. "É sempre importante frisar que fazer parte do grupo do Inter nesta reta final de temporada, com uma competição como um Mundial, é um sonho. Tenho muita vontade de fazer parte do grupo. Vou ter só um jogo, mas terei concentração total para provar para o Celso Roth que ele pode contar comigo", enfatizou.

Após a Libertadores, Lauro esteve cotado para se transferir para o Fluminense. Devido à falta de oportunidades, o goleiro confirma que pensou em deixar o Beira-Rio. No entanto, salienta que o apoio dos companheiros de time foi fundamental para superar o momento difícil: "Claro que goleiro precisa de ritmo de jogo, mas não serve como desculpa. Sou experiente e sei da confiança que o grupo tem em mim. O apoio deles foi muito importante".

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG