Argentino prefere não falar sobre ex-treinador do Flu e revela que jogar com o meia luso-brasileiro é um sonho

Alheio à crise política que jogou por terra todo o planejamento do Fluminense no primeiro semestre e, consequentemente, aos problemas que levaram o técnico Muricy Ramalho a pedir demissão do clube , Lanzini preferiu não alimentar a polêmica com o ex-treinador tricolor às vésperas da partida contra o Santos , no próximo sábado, às 18h, em Volta Redonda, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Eu não estava aqui no começo do ano e prefiro não falar sobre o Muricy. Eu tenho de pensar apenas no Fluminense e fazer de tudo para ajudar o time a vencer os jogos, independentemente de quem seja o adversário”, afirmou o meia.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

Se a polêmica envolvendo o Fluminense e o treinador do Santos em nada atrai Lanzini, a oportunidade de jogar ao lado de craques como Fred e Deco é motivo de orgulho para o ex-jogador do River Plate.

Para o argentino Lanzini, jogar ao lado de Deco é motivo de orgulho
Nelson Perez/FluminenseF.C.
Para o argentino Lanzini, jogar ao lado de Deco é motivo de orgulho

“Com o Fred eu já pude atuar, mas jogar com o Deco ainda é um sonho. Será um orgulho jogar ao lado de um jogador como ele, que já passou por muitos lugares. Sempre que perguntamos algo, ele tem uma boa resposta por toda a experiência que adquiriu na carreira. Vê-lo jogar me fascina. A maneira como ele se mexe em campo e como toca na bola”, elogiou o jovem de 18 anos.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba notícias do time em tempo real

Apesar da diferença de oito pontos que separa o Fluminense, com 41 pontos, do líder Vasco , que soma 49, Lanzini afirmou que ainda faltam muitos jogos e lembra que no primeiro turno ninguém apostaria numa reação do atual campeão brasileiro.

“O objetivo é subir o máximo possível. Antes de chegar aqui, não estávamos nem na Libertadores. Agora, já estamos. O campeonato é imprevisível e tudo pode acontecer”, lembrou Lanzini, que pouco se importa em enfrentar o Santos em Volta Redonda.

Veja também : acesse a tabela de classificação do Brasileirão

“Volta Redonda é um bom estádio, joguei lá contra o Atlético-GO . Temos que atuar da mesma forma em qualquer campo”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.