Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Kroenke aumenta participação e pode comprar Arsenal

Ao passar limite de 30%, empresário de 63 anos, que possui 62,89% das ações do clube, é obrigado a fazer oferta pelo restante

AE |

selo

O empresário Stan Kroenke garantiu uma participação que lhe dá o controle do Arsenal, abrindo caminho para uma aquisição da equipe que faria dele o quinto norte-americano a ser o dono de um clube da primeira divisão da Inglaterra. O investidor de Denver disse nesta segunda-feira que planeja trazer "novo sucesso" ao clube londrino, que não ganha o título do Campeonato Inglês desde 2004.

Kroenke aumentou sua participação no Arsenal de 29,9% para 62,89% ao comprar as ações de diretores, incluindo Danny Fiszman e Nina Bracewell-Smith. O acordo avalia o clube em 731 milhões de libras. Ao passar o limite de 30%, Kroenke, de 63 anos, é obrigado a fazer uma oferta pelo restante das ações.

"Estamos muito animados com a oportunidade de aumentar o nosso envolvimento e o compromisso com o Arsenal", disse Kroenke. "O Arsenal é um clube fantástico, com uma história especial, tradição e um técnico maravilhoso que é o Arsene Wenger. Pretendemos construir sobre este rico patrimônio e levar o clube a um novo sucesso".

O Arsenal tem enfrentado dificuldades para conquistar títulos nos últimos anos. Depois de ser campeão inglês há sete anos, a equipe faturou apenas a Copa da Inglaterra em 2005. Dono de 13 títulos nacionais, o time está em segundo lugar no Campeonato Inglês, sete pontos atrás do líder Manchester United. Faltam sete rodadas para o encerramento do torneio, mas a equipe londrina tem um jogo a menos.

"É o fim de uma era, mas é também o começo de uma época", disse Ivan Gazidis, chefe-executivo do Arsenal. "Eu não acho que veremos dramáticas alterações. Ao mesmo tempo, eu acho que Kroenke traz a experiência nos esportes. Ele tem uma enorme experiência nos Estados Unidos e também experiência agora aqui na Inglaterra".

Kroenke também é dono do St. Louis, Rams da NFL, do Denver Nuggets, da NBA, do Colorado Avalanche, da NHL, e do Colorado Rapids, da MLS. O Manchester United está sob domínio norte-americano desde 2005, quando Malcolm Glazer assumiu o comando, e ele foi seguido pelos compatriotas John Henry, no Liverpool, Randy Lerner, no Aston Villa, e Ellis Short, no Sunderland. Chelsea, Manchester City, Fulham, Blackburn e Birmingham também possuem donos estrangeiros.

Leia tudo sobre: arsenalinglaterrafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG