Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Kleber não fala, e caso de agressão pode ser resolvido na segunda

Delegada aguarda resultado de exame de Débora Favarini para dar prosseguimento às investigações

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

A promessa não foi cumprida. Após o empate no Gre-Nal , Kleber não deu entrevista coletiva para explicar a sua versão sobre o suposto caso de agressão à esposa Débora Favarini . O caso foi registrado na Polícia Civil do Rio Grande do Sul e as investigações podem ter prosseguimento nesta segunda-feira.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Nem a direção do Grêmio e tampouco o empresário Giuseppe Dioguardi, representante do atleta, se manifestaram sobre o caso. A alegação é que se trata de “assunto particular”. Na saída de campo, o atacante apenas falou sobre o empate com o maior rival:

“O Grêmio se impôs o jogo todo, foi melhor, mas levou o gol de bola parada, que já tínhamos falado”.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Nesta segunda-feira, a delegada Flávia Faccini, titular da Delegacia da Mulher de Porto Alegre, irá analisar o resultado do exame de corpo de delito de Débora – a policial não soube dar certeza se a suposta vítima o fez. Pode, inclusive, convocar o atleta a dar depoimento.

O caso aconteceu na madrugada de sábado, dia 28, após o casal voltar de uma festa – Kleber não estava concentrado, portanto, de folga. Houve discussão no quarto do hotel. Em depoimento, Débora confirmou ter se trancado no banheiro e levado um soco após Kleber arrombar a porta. Desde então, voltou a Belo Horizonte para ficar com a família.

De acordo com pessoas próximas ao jogador, ele trata o caso como "crise de cíume". E espera o retorno da esposa nesta segunda-feira a Porto Alegre.

Inter está melhor no Torcida Virtual. Grêmio vai reagir?

Leia tudo sobre: grêmiocampeonato gaúcho 2012kleberdébora

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG