Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Kleber critica Fla por fair play e diz que não recebeu proposta

Atleta diz que rival deveria chutar bola para fora e diz que não ouviu nada sobre salários que receberia na Gávea

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Um dia depois de atuar pela 7ª vez com a camisa do Palmeiras no Brasileirão, após o empate por 0 a 0 contra o Flamengo , Kleber resolveu falar. O atacante afirmou que em nenhum momento ouviu uma proposta do time carioca, disse que na polêmica do fair play o rival que deveria ter colocado a bola para fora, defendeu seu empresário das acusações e negou que receberá aumento de salário. Tudo isso em uma entrevista que durou cerca de 35 minutos na Academia de Futebol nesta quinta-feira.

Logo no início, na primeira pergunta, o atacante mostrou sinais de irritação e devolvia as perguntas feitas por um repórter sobre o lance em que pegou a bola após a paralisação do jogo pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden, quando Júnior César caiu e pediu atendimento dos médicos. Flamenguistas pediram fair play .

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

"Na sua opinião, a bola era de quem? Do Flamengo? Por quê? Então você acha que a bola era do Flamengo porque o Júnior César caiu? Eu não precisava devolver a bola, eles que tinham que devolver. Se eu tivesse feito o gol, talvez a gente estaria lá brigando até agora. Não sei se é legal ou não. Mas é legal o cara chutar a bola mesmo depois do árbitro parar só para ganhar tempo? É legal o cara me fazer falta e ainda pedir amarelo para mim? Eu falei para eles chutarem a bola para fora e eles não quiseram. Teve uma hora que os caras estavam fazendo cera, queriam empatar. Então eu queria fazer o gol", explicou Kleber.

"Tem muita hipocrisia neste caso de fair play. O fair play é bom só quando é para a sua equipe, quando é para o outro é ruim. Por isso, o Felipão sempre fala que a gente precisa jogar a bola exatamente onde ela foi jogada para fora. Aí vem os caras e jogam a bola lá no nosso gol. E onde fica o fair play nessa história?", questinou o camisa 30.

AE
Kleber não conseguiu brilhar contra o Flamengo


Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Logo depois, o tema da coletiva mudou de assunto e as perguntas passaram a ser sobre a sua possível ida para o Flamengo. O atacante afirmou que nem sabe quanto o time carioca estava disposto a pagar de salário e disse que a Fifa impede esse tipo de conversa. Depois defendeu seu procurador, Giuseppe Dioguardi, e disse que não precisa ser oferecido para equipe alguma.

"Eu fico espantado é porque essas notícias ( nota oficial do Flamengo disse que agente de Kleber ofereceu atacante ) só saem depois deles saberem que a negociação não daria certo. Antes de não ter resolvido se ia ou não ia, ninguém falava. Depois que saiu que eu ia jogar, aparece a nota. Isso é estranho. Se alguém acha isso, que o Pepe (empresário) me oferece, pega o telefone dele, fica dois dias com ele para ver se eu vou ser oferecido ou se vão ligar para ele toda hora. Eu acho que não preciso ser oferecido para ninguém", criticou o atacante.

Ainda na quarta-feira, informações que não foram confirmadas de forma oficial também deram conta de que Arnaldo Tirone, presidente do clube, teria se reunido com Felipão e com Kleber e, depois, teria oferecido um aumento de salário ao atleta. Por causa da proposta, o camisa 30 teria conversado com Felipão para que ele não atuasse, para evitar que completasse o 7º jogo.

AE
Kleber não conseguiu brilhar contra o Flamengo


"Eu treinei normalmente, concentrei normalmente, não falei com ninguém e fui para a concentração como todos os outros jogadores. Soube que o presidente estaria lá para conversar comigo, mas em momento algum eu falei que não iria jogar e não sei de onde saiu essa informação, porque não aconteceu em momento algum. Em almocei, fiz a preleção, e todas as coisas normalmente. Estava apronto para o jogo. Mas em momento algum teve papo de aumento, não teve conversa nenhuma em relação a isso. Não sei de onde saem essas coisas. As pessoas sabem mais do que a gente que vive a situação", completou.

Ainda na esteira de críticas à imprensa, Kleber aproveitou a situação para criticar jornalistas que disseram que ele não entraria em campo enquanto não recebesse aumento de salário. O atleta mostrou tristeza por causa das notícias que foram veículadas durante a sua novela.

"Fico triste com as mentiras que saíram. Falaram que eu dei migué, que eu fui oferecido e a gente escuta muitas coisas. Acabei de ouvir aqui (uma pergunta na coletiva de imprensa) que eu tive aumento de salário, que eu não ia para o jogo. A gente tem uma relação boa com quase todos os repórteres aqui e  aí você conversa com eles e e depois diz que eu dei migué? Nunca precisei dar migué na carreira. Infelizmente, são muitas inverdades e o torcedor pega, vê e não vê a minha parte, porque eu fiquei quieto", desabafou.

Leia tudo sobre: palmeiraskleber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG