Time paulista fez uma proposta pelo atacante argentino, mas ela foi recusada pelo time inglês

O presidente do Corinthians , Andrés Sanchez, diz que a negociação para contratar Carlitos Tevez não envolve Kia Joorabchian, mas o empresário iraniano tem respondido pelo jogador. Ciente do interesse corintiano, o ex-dirigente da MSI classificou-o como "grande e complicado".

A oferta enviada pelo clube paulista foi de cerca de 40 milhões de euros e não teria agradado inicialmente ao Manchester City . De acordo com o jornal 'The Guardian', o clube inglês não pensa em vender os direitos econômicos do atacante argentino por menos de 50 milhões de euros.

"Esse é um grande e complicado negócio, porque é uma transação de uma natureza muito grande e não será nada simples. Nós vamos esperar para ver. Se o City aceitar uma proposta, todos farão com que o negócio seja concluído. Se eles não quiserem liberá-lo, então nós veremos quais serão as opções disponíveis para ele", disse Kia à publicação inglesa, nesta terça-feira.

Tevez é um dos jogadores mais importantes do time comandado pelo técnico Roberto Mancini, mas a diretoria do City não está satisfeita com as frequentes reclamações do argentino, que tem manifestado desejo de voltar ao futebol sul-americano para estar mais perto de suas filhas.

Embora Andrés Sanchez tenha dito que o projeto para ter Tevez de novo no Corinthians surgiu assim que soube do interesse de outras equipes brasileiras no jogador, Kia negou as especulações, inclusive de que o Real Madrid tenha interesse concreto em sua contratação.

"É muito difícil começar a especular sobre isso. A realidade é que o Corinthians fez uma oferta que não foi aceita. Nunca falamos com o Real Madrid e eles nunca fizeram uma oferta", disse.

O atacante é o jogador mais bem pago da Liga Inglesa, recebendo 250 mil libras por semana (cerca de R$ 630 mil). Durante a disputa da Copa América, ele declarou que se o Corinthians,o qual defendeu em 2005, quisesse o seu retorno, ele regressaria ao clube sem problemas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.