Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Keirrison ignora avaliação de Martelotte e diz que Adilson já conhece seu futebol

¿O Adilson (Batista) já me conhece de um bom tempo, não tenho preocupação sobre o que o Marcelo (Martelotte) vai passar para ele¿, disse o atacante

Samir Carvalho, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860359439&_c_=MiGComponente_C

O atacante Keirrison não esconde que está magoado com o técnico interino Marcelo Martelotte. Desde que foi liberado pelo departamento médico, o camisa 9 só foi escalado como titular por Martelotte em dois jogos ¿ contra Grêmio Prudente e Grêmio ¿ e foi substituído na duas partidas. Questionado sobre seu futuro no clube, o atacante declarou que Adilson Batista já o conhece, e por isso, não teme a avaliação que está sendo feita pelo interino, e que será entregue ao novo comandante.

Incomodar é claro que incômoda (fase ruim), mas as coisas não são fáceis, o Adilson (Batista) já me conhece de um bom tempo, não tenho preocupação sobre o que o Marcelo (Martelotte) vai passar para ele, afirmou Keirrison. 

O atacante fez questão de dizer que a falta de sequência de jogos atrapalhou para que ele volte a desempenhar o futebol que encantou o Brasil jogando por Coritiba e Palmeiras. Qualquer atleta, principalmente no futebol, precisa de uma sequência. Infelizmente acabei não tendo, disse o atacante, que apesar da fase ruim no clube, disse que não precisa provar nada para ninguém. 

Convencer? Acho que não preciso convencer ninguém, até porque já mostrei meu valor. Agora é me readaptar o mais rápido possível ao futebol brasileiro, pois tive muito pouco tempo de me adaptar lá fora. Existe a dificuldade, mas estou procurando me readaptar o mais rapidamente possível, declarou.

Martelotte já deu uma pista sobre o que passará para Adilson Batista sobre Keirrison. O interino disse que a comissão técnica não deve levar em conta o que foi apresentado pelo jogador no Santos.

A esperança que a gente tem no Keirrison é por tudo que ele apresentou no Coritiba e no Palmeiras. Aqui não tivemos muitas condições de avaliar o trabalho de campo dele. Foram poucas participações, disse Martelotte, que depois amenizou a fase ruim do jogador no clube.

Ele enfrentou problemas de lesões, estava fisicamente desgastado. Agora parece estar em uma melhor condição. Vamos utilizá-lo nesses quatro jogos finais. Esperamos um bom rendimento dele, concluiu.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG