Depois de priorizar a reestruturação, presidente diz que agora o tempo dedicado ao time vai ser maior

Kalil (esquerda) diz que novo mandante vai ter mais tempo dedidcado ao futebol
Victor Martins
Kalil (esquerda) diz que novo mandante vai ter mais tempo dedidcado ao futebol
Reeleito com mais de 60% dos votos , o presidente do Atlético-MG , Alexandre Kalil, tem em mente o que vai fazer diferente no próximo mandato. Segundo o mandatário atleticano, chegou o momento de passar mais tempo na Cidade do Galo do que na sede do clube, bem diferente do que foi os primeiros três anos de sua gestão.

Veja também: Com 235 votos, Alexandre Kalil vence a eleição no Atlético-MG

Com mais cuidado com o futebol e a manutenção de toda a diretoria, seja ela remunerada ou não, Kalil promete um time forte em campo e campanhas bem melhores do que o Atlético-MG teve entre 2009 e 2011, com apenas um título mineiro conquistado. Veja o que o presidente falou de mais importante como o presidente para o triênio 2012-14.

Contratações

Administrativamente, o Atlético está tranquilo. Temos de aprender com o que nós erramos. Temos de fazer as contratações pontuais, que estão sendo feitas. Nós tínhamos certeza que venceríamos. Já estávamos trabalhando, essa eleição não atrapalhou nada. Eu continuo atuando como presidente do Atlético. Como tínhamos certeza da vitória, estamos trabalhando para trazer bons jogadores. Estamos trabalhando a todo vapor.

Erro no triênio 2009-11

Eu acho que o meu maior erro foi ficar muito distante do futebol. Agora, a sede não precisa tanto de mim. Eu quero ficar mais próximo do centro de treinamentos do Atlético.

Sócio-Torcedor

Na verdade, é o seguinte, temos um estádio de 25 mil lugares em Belo Horizonte. Na primeira quinzena de janeiro, nós vamos anunciar um sócio-torcedor e nós vamos anunciar o sócio-torcedor sabendo que vai faltar ingresso, porque aqui é Belo Horizonte, não é Sete Lagoas. Vai faltar ingressos no Independência, se Deus quiser.

Manutenção Eduardo Maluf

A minha diretoria ficou comigo durante três anos, aqui todos estiveram comigo. Eu fui um presidente que tive a honra de ter uma diretoria que aprendeu comigo e me ensinou muitas coisas nesses três anos. Então, toda a minha diretoria está mantida. É uma diretoria que sofreu e lutou muito por esse clube. Eu não abro mão de nenhum diretor, sendo remunerado ou não.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.