Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Kaká se machuca e desfalca Real Madrid por 15 dias

Clube espanhol divulgou uma nota informando que o brasileiro sofreu uma lesão no joelho esquerdo

iG São Paulo |

O Real Madrid divulgou nesta terça-feira que Kaká ficará fora da equipe por pelo menos 15 dias. O brasileiro se machucou no joelho esquerdo, o mesmo que foi operado em agosto de 2010.

“Após se realizar um estudo completou com ressonância magnética no Hospital Sanitas La Moraleja e, comparado com os estudos prévios do jogador, se detectou um leve edema no joelho. O tempo estimado de baixa é de 15 dias”, diz o comunicado, divulgado no site do clube espanhol.

Kaká voltou a jogar em janeiro. Desde então, atuou em oito partidas do clube. Foi titular em cinco, mas em nenhuma delas jogou 90 minutos. No último domingo, o jornal "El País" informou que o meia estaria insatisfeito com o tratamento que recebe do técnico do time, José Mourinho. Por meio de sua assessoria de imprensa, o jogador negou ao iG que haja qualquer problema de relacionamento com o treinador.

Na última semana, Kaká informou ao português que gostaria de fazer um plano de recuperação física para melhorar o seu condicionamento. Em entrevista coletiva, Mourinho confirmou a conversa..

“Recebi a informação que o jogador tem uma dor que o limita em sua agilidade nos movimentos. Ele não é feliz se não estiver em condições perfeitas. Decidiram que o melhor é que ele volte quando estiver bem”, afirmou Mourinho sobre a situação física de Kaká. “Prefiro ver ele bem. Não é bom para ele nem para o Real Madrid que ele jogue quando não estiver bem”, completou.

Kaká é a terceira contratação mais cara da história do Real Madrid, atrás apenas de Cristiano Ronaldo e Zidane. O investimento de mais de 60 milhões de euros feito pelo gigante espanhol na contratação do meia ainda não se justificou. Desde que o brasileiro chegou, em 2009, o clube não venceu nenhum título.

Após passar um ano sofrendo com uma pubalgia e depois de meses com problemas no joelho esquerdo, o meia foi submetido a uma cirurgia em agosto, na Bélgica. Após a intervenção, o cirurgião Marc Martens afirmou que o brasileiro havia colocado a sua carreira em risco ao disputar a Copa do Mundo, na África do Sul.

Volta ao Milan?

O proprietário e presidente do Milan, Silvio Berlusconi, não descarta o retorno de Kaká ao clube italiano. Embora improvável, segundo o próprio dirigente, a contratação do brasileiro seria um sonho. Mas dependeria mais do próprio Kaká do que do Milan

"Não pensamos que seja possível o retorno do Kaká, pelo menos não agora. Entretanto, se ele quisesse voltar, seria uma bela notícia ao Milan e para todos os torcedores. Seria lindo se ele voltasse", afirmou Berlusconi.

O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, pensa como Berlusconi. Segundo ele, a questão é financeira, e bastaria a boa vontade de Kaká para o negócio dar certo. "O Ricardo (Kaká) ganha demais, pois na Espanha paga-se menos impostos. Lamento que ele tenha problemas no Real Madrid, mas para voltar ele teria que diminuir bastante seu salário", disse.
 

 

Leia tudo sobre: KakáReal MadridMourinhoEspanha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG