Tamanho do texto

Presidente do São Paulo também ironizou Alex Silva: “ele tem muitos tios, que sempre ficam doentes”

O interesse do São Paulo em repatriar o atacante Luis Fabiano , atualmente no Sevilla , da Espanha, já está mais do que declarado. Os altos valores envolvidos na negociação, porém, devem dificultar a possibilidade de o jogador ser contratado imediatamente. Após a reunião do Clube dos 13 nesta sexta-feira, o presidente são-paulino comentou o assunto.

“O interesse do São Paulo em contratá-lo é muito grande e ele também gostaria muito de jogar aqui. Mas ele custa muito dinheiro, os valores são muito altos e isso torna a negociação muito difícil”, afirmou Juvenal Juvêncio.

Apesar desse certo pessimismo em relação ao andamento do negócio, o dirigente mostrou otimismo em relação a outro aspecto. Para ele, caso Luis Fabiano volte a jogar no Brasil, será no clube do Morumbi. “Não perderei o Luis Fabiano para um clube rival. Se ele não vier para o São Paulo ninguém mais leva, vai ficar no Sevilla”.

Juvenal também comentou a recente polêmica envolvendo o zagueiro Alex Silva, que faltou a dois dias de treinos. Assim como o técnico Paulo César Carpegiani revelou, o presidente confirmou, ironicamente, que os problemas disciplinares com o camisa 3 são frequentes.

“O Carpegiani chegou para mim, apresentou o problema do Alex Silva e eu disse que ele tinha total autonomia para resolver, que esta questão disciplinar do time era com ele. Quando contratamos o Alex, lá da Alemanha, já sabíamos destes problemas. É que ele tem muitos tios, que sempre ficam doentes. Na Alemanha ele devia ter vários tios alemães que ficavam doentes também”, disse Juvenal, dando risada.