Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Justiça de MG condena trio por morte de ex-jogador do Corinthians

William Morais, que levou um tiro nas costas, tinha vínculo com o time paulista e estava emprestado ao América-MG

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A Justiça de Minas Gerais condenou a mais de 20 anos de prisão os acusados de matar o jogador do América-MG William Morais, vítima de latrocínio (roubo seguido de assassinato) no dia 6 de fevereiro deste ano, em Belo Horizonte . William Morais era atleta do Corinthians , mas estava emprestado ao time mineiro. Ele tinha 19 anos e foi alvejado com um tiro pelas costas.

Os três acusados pelo crime foram enquadrados no artigo 157 do Código Penal (latrocínio) e podem recorrer da decisão. Em audiência, eles disseram que o tiro no atleta, de um revólver calibre 32, foi acidental. Presos poucos dias após o crime, todos os acusados aguardaram o julgamento no Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) da Gameleira, na região oeste de Belo Horizonte.

AE
William Morais defendia o América-MG
Hebert Silva Lopes, 18 anos, e Darrison Ferraz da Silva, 18 anos, foram condenados a 20 anos e seis meses cada um. Darrison foi o autor do disparo que matou William. O outro acusado, Daivisson Carlos Basílio Moreira, 23 anos, foi condenado a 21 anos e seis meses. Para os dois primeiros, foi reconhecida a atenuante da menoridade relativa, pois eles tinham menos de 21 anos na data do crime. Já para o terceiro, foi considerado o agravante da reincidência. Todos eles deverão cumprir as penas em regime inicial fechado.

O advogado de Hebert, Crisvone Vieira Araújo, afirmou ao iG que irá recorrer da sentença, por considerar que a pena foi “muito pesada”. Ele disse que pedirá reclassificação do crime para homicídio simples e, com isso, acredita ele, a pena pode cair para seis anos de prisão. O advogado de Darrison, Carlos Antonio Pimenta, também avisou que irá recorrer, pedindo a anulação da sentença. Já o advogado de Daivisson, Roosevelt Caldas Pimenta, não foi encontrado para comentar o caso.

Leia tudo sobre: corinthiansamérica-mgbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG