Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Justiça confirma inocência de Buonanotte em acusação pós-acidente

Meia do River Plate podia ser condenado à prisão por homicídio culposo devido a acidente de carro em 2009

EFE |

O meia-atacante Diego Buonanotte, do River Plate, foi liberado nesta quinta-feira pela Justiça argentina do processo que enfrentava devido a um acidente automobilístico em que três amigos do atleta morreram e no qual ele era o motorista.

 

A Câmara Penal da cidade de Junín determinou em sua decisão que não houve imprudência por parte de Buonanotte no acidente ocorrido no final de 2009, ao rebater uma acusação da Promotoria por suposto homicídio culposo. O jogador de 22 anos poderia ser punido com dois a cinco anos de prisão.

A acusação era baseada em perícias do acidente, que geraram suspeita de que o meia-atacante atuou com imprudência e negligência ao dirigir em alta velocidade em uma estrada molhada pela chuva. O tribunal chegou à conclusão que o acidente aconteceu por conta do mal estado de conservação da rodovia.

No capotamento do veículo, morreram Gerardo Suñer, de 24 anos; Alexis Fulcheri, de 21; e Emanuel Melo, de 22, amigos de Buonanotte, que sofreu fraturas múltiplas e só retornou aos gramados em abril de 2010.
 

Leia tudo sobre: futebol mundialargentinariver platebuonanottepolícia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG