Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Junta não atende pedidos de impugnação e eleição segue no Bota

Oposição e situação tentaram impedir candidaturas, mas órgão independente do clube não atendeu

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Em uma reunião realizada no último sábado, em General Severiano, a Junta Eleitoral do Botafogo, órgão independente do clube, negou os pedidos de impugnação das candidaturas de oposição e situação. A situação, encabeçada pelo atual presidente do clube, Maurício Assumpção, acusou a oposição de ter falsificado duas assinaturas para completar o número de sócios necessários na formação de uma chapa, pedindo a invalidação da candidatura adversária.

Veja mais: Botafogo é o quinto colocado no Brasileirão. Veja a tabela atualizada

A oposição, do candidato Carlos Eduardo Pereira, também entrou com o mesmo requerimento, acusando o grupo rival de ter usado nomes de sócios que ainda não completaram três anos de matrícula na formação da chapa, o que é proibido pelo estatuto do clube. Nenhum dos pedidos foi aceito e com isso, a data da eleição segue mantida para o próximo dia 25 de novembro. 

Leia também: Eleição presidencial do Botafogo esquenta com troca de acusações

A troca de acusações entre os dois grupos foi parar na polícia. O presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, levou documentos para que o caso de falsificação seja investigado na esfera criminal. Para que o pleito pudesse ocorrer, as chapas assinaram um termo onde afirmam que as informações declaradas na candidatura são verdadeiras. 

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente a eleição no clube

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG