Centroavante do Grêmio ainda se acostuma com assédio após três gols em Gre-Nais

A fama repentina proporcionada pelo futebol é capaz de gerar benesses. Idolatria da torcida, dinheiro, mulheres... Mas também basta um punhado de más atuações para tudo voltar ao normal. Pior: ser criticado, ganhar menos e, claro, ir para o banco de reservas.

Junior Viçosa disse estar ciente da oscilação possível em um grande clube como o Grêmio . Depois dos três gols em dois Gre-Nais , o centroavante garantiu não estar deslumbrado com o assédio dos torcedores:

"Sabemos que no Gre-Nal ir para o céu é fácil, e para o inferno é rapidão".

O jogador admitiu estar se acostumando com a nova vida . O principal receio é que a fama "suba para a cabeça".

"É legar receber o carinho do pessoal. Eles pedem para fazer gol, mas eu digo que não é fácil, tem que continuar trabalhando. Não era assim antes, mas com os gols as coisas melhoraram. Isso faz parte do futebol, então, tenho de me acostumar", afirmou o jovem de 21 anos.

Viçosa será titular no Gre-Nal, domingo, no Olímpico, que decidirá o título do Gauchão. Deve ter como companheiro Leandro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.