Técnico interino Cristóvão Borges diz que achou posicionamento ideal para o meia na equipe

 Uma coisa em Diego Souza tem chamado a atenção de Juninho Pernambucano . Admirador do futebol do camisa 10 vascaíno, o meia se diz impressionado com a dedicação do companheiro nos treinamentos. Depois de perder a posição para Bernardo , há dois meses, Diego mudou completamente sua aplicação. Hoje, determinado a disputar a Copa do Mundo de 2014 , ele tem adotado outra postura no dia a dia de São Januário.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

“Me chama muito a atenção a concentração dele. Nós, jogadores, precisamos ser determinados o tempo todo. Eu estou com 36 anos e procuro todo dia me manter focado, sei como é difícil. Estou gostando do comportamento dele. Ele está se dedicando muitos nos treinos”, disse Juninho, um dos grandes incentivadores do meia a se empenhar para voltar à seleção .

Diego Souza acerta o travessão do goleiro Fábio após uma bela bicicleta no primeiro tempo
Futura Press
Diego Souza acerta o travessão do goleiro Fábio após uma bela bicicleta no primeiro tempo
Quando perdeu a posição, Diego ficou abatido. Veio à cabeça a temporada 2010, quando amargou a reserva no Atlético-MG , perdendo espaço depois de três temporadas como o melhor meia do futebol brasileiro. O jogador ouviu conselho de companheiros como Felipe , e para a sua sorte a comissão técnica era de velhos amigos: Ricardo Gomes e o auxiliar Cristóvão Borges foram trabalharam com ele no Fluminense, em 2004, quando se profissionalizou.

“Eu o vi começar, ele jogava em uma outra posição (volante). Com o passar do tempo, foi mudando de função. Aqui no Vasco, acabou que adaptamos a maneira dele de jogar ao nosso esquema de jogo. Deu certo. Ele é um jogador de muita técnica”, comentou Cristóvão, referindo-se à maneira mais avançada de o meia jogar. “Para mim, é um camisa 10 completo”, completou Juninho.

Diego tem feito a diferença para o Vasco nas partidas mais importantes do Brasileiro. Foi assim contra Santos, Grêmio e Cruzeiro. Suas boas atuações em série lhe trouxeram de volta à seleção. Quarta-feira, contra a Argentina, ele deu passe para o gol de Neymar, o segundo de Brasil na vitória de 2 a 0 sobre os eternos rivais no Superclássico das Américas.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e comente a boa fase de Diego Souza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.