Meia vascaíno acredita que momento atual do Brasileiro ainda não define virtual campeão

A exemplo do discurso de semana passada, às vésperas do jogo com o Grêmio , Juninho Pernambucano voltou a frear o entusiasmo vascaíno ao falar sobre o duelo de domingo contra o Corinthians , em São Januário. Com 49 pontos, o time lidera o Campeonato Brasileiro , com dois à frente do time paulista, vice-líder da competição. Vencendo, terá cinco de vantagem.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

Ainda assim, com muita competição pela frente,  o Vasco, nas palavras do meia, não pode achar que é o melhor time do Brasil ou já se considerar virtual campeão. Muitos times ainda brigam pelo título e somente nas últimas rodadas é que a equipe, se mantiver "gordura" sobre os adversários diretos, poderá comemorar.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Juninho Pernambucano costuma ser muito assediado nos treinos em São Januário
Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro
Juninho Pernambucano costuma ser muito assediado nos treinos em São Januário
"Continuo achando que estamos longe e nada está decidido. O lado bom da vitória no domingo será a vantagem que vamos abrir sobre o Corinthians. Mas a concentração deverá ser a mesmo nas rodadas seguintes porque outras equipes difíceis virão pela frente", observou o craque vascaíno.

Juninho chegou a cogitar a possibilidade do empate ou até mesmo da derrota. A tradição do time paulista e a campanha feita até aqui no Brasileiro - liderou boa parte do primeiro turno - podem fazer a diferença. Mesmo se o Vasco tropeçar em casa, de acordo com o meia, não haverá motivo para desespero.

"Empate não é um mau resultado. E a derrota também não está descartada. O ideal é não desperdiçar pontos nestes confrontos diretos, mas, se por acaso, a vitória não vier no domingo, temos ainda muitos jogos. Nossa meta é manter a regularidade", destaca Juninho, comentando o ponto forte do Corinthians:

"Não podemos dar contra-ataque a eles, como fizemos contra o Cruzeiro. O Corinthians não perde os gols que o Cruzeiro perde. Nas chances criadas, eles são mortais".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.