Novo reforço do Vasco avisa que treinos de cobranças de falta serão uma rotina: "O importante é acertar no jogo"

Dez anos depois, Juninho Pernambucano completa sua primeira semana de treinos no Vasco . O craque, repatriado após oito temporadas no Lyon, da França, e duas no Al-Garapha, do Catar, reencontrou um clube mudado. Nada tão exuberante, mas o suficiente para dar mais conforto aos jogadores. Desde que deixou o clube, em janeiro de 2001, parte da estrutura do departamento de futebol foi alterada.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Juninho encontrou um clube com mais estrutura
Fotocom
Juninho encontrou um clube com mais estrutura
No período em que defendeu o clube, não havia o refeitório onde funciona o alojamento dos juniores. O vestiário não havia passado pelas reformas recentes e a sala de musculação não recebera as novas aparelhagens com tecnologia de ponta. Tudo isso tem deixado o meia satisfeito, e faz ele acreditar que o clube, bem estruturado do campo para dentro do vestiário, poderá fazer um bom Campeonato Brasileiro .

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Outra coisa que impressionou o craque foi o trabalho do técnico Ricardo Gomes. Os dois foram adversários no futebol francês. Juninho já conhecia seu trabalho, apenas não havia sido comandado por Ricardo. Neste retorno ao Vasco, ele, mesmo com pouco tempo, disse aprovou os métodos de treinamento do comandante.

“Ele é muito bom”, comentou rapidamente o novo reforço.

Na terça-feira, Juninho treinou intensamente as cobranças de falta . O meia sabe que no elenco atual não há batedor com a sua performance. As bolas paradas são sua especialidade. Um dos gols mais importantes da história do Vasco saiu de seus pés, em 1998, ano do centenário do clube. Vasco e River Plate jogavam no Monumental, em Buenos Aires, a partida de volta da semifinal da Libertadores.

O time argentino vencia por 1 a 0 quando Juninho, no finzinho do jogo, cobrou uma falta no ângulo direito do goleiro. O empate garantiu o Vasco na final do torneio e rendeu a ele homenagem da torcida com o hit "Juninho Monumental". Semana passada, o clube, em parceria a Penalty, fornecedora de material esportivo, lançou uma camisa comemorativa ao feito

No treino, o craque acertou sete das 35 cobranças. Os números podem ser inexpressivos. Mas o jogador se dá por satisfeito, afinal completava um mês que ele fazia sua última partida no Catar. “Desempenho foi bom e a média em treinos e esta. O importante é acertar no jogo", disse Juninho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.