Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Juninho desabafa e admite chateação no Vasco

Jogador não gosta do vazamento de informação sobre seu salário. Meia recebe R$ 50 mil por partida

AE |

Chateado com os questionamentos que vem recebendo no Vasco, Juninho Pernambucano desabafou nesta quarta-feira. O veterano meia, de 37 anos, estaria sendo criticado por pessoas de dentro do clube pelas poucas partidas que disputou nesta temporada. Ele disparou contra alguns conselheiro

Getty Images
Juninho fez 14 jogos este ano pelo Vasco
"Isso (o questionamento) partiu de conselheiros do clube. Eu respeito conselheiro que é torcedor quando perde e quando ganha, que cumprimenta o jogador quanto perde e ganha. Mas aquele que quer se aproveitar do clube, derrubar jogador e treinador, não vou respeitar. São coisas que chateiam um pouco, mas fazem parte dos nossos dias. Não posso garantir jogar bem sempre, mas vou continuar me esforçando pra isso", disse, em entrevista ao SporTV.

 A irritação de Juninho aumentou depois que os valores de seu novo salário foram divulgados na imprensa. Ele assinou um contrato de produtividade no início deste ano e recebe de acordo com suas atuações - seriam R$ 50 mil por partida além de um bônus a cada gol marcado. "Cada jogador tem seu contrato, não acho que seja certo expor. A parte do lado financeiro me incomodou porque voltei para o clube assim. Acho que sou o único do Brasil que tem contrato por produtividade", comentou.

 Por conta de sua idade, Juninho tem sido poupado constantemente e não atuou em nenhuma partida fora de casa do Vasco nesta Libertadores - a equipe enfrenta o Nacional no Uruguai, nesta quinta, e ele não viajou com o grupo. O jogador explicou este planejamento e admitiu que prefere atuar nas partidas no Rio, por não ter o desgaste extra das viagens.

 "É óbvio que é melhor eu jogar no Rio, me preparar para isso. Mas é o treinador quem decide, eu sou funcionário do clube. Nunca usei meu prestigio, meu talento para escolher nada. Minha volta e esses últimos meses ficaram conturbados em relação a isso, me incomodou, mas faz parte", afirmou.

 Presidente do Vasco, Roberto Dinamite fez questão de demonstrar seu apoio a Juninho. O ex-atacante do clube, se mostrou revoltado em relação ao vazamento do contrato e elogiou o atleta. "Lamento profundamente essa situação. É um atleta acima da média em todos o sentidos, serve como referência como homem jogador e ser humano", comentou. "O contrato ser passado à imprensa é uma coisa errada, vou conversar de novo com o Juninho e ele tem total apoio do clube. Peço desculpas a ele", afirmou, também em entrevista ao SporTV.

 Dinamite ainda explicou os termos do contrato do meia e minimizou a não participação dele em partidas fora do Rio neste ano. "O contrato dele diz que ele não tem obrigação de participar de todos os jogos, até em razão da idade e da vontade de sempre participar de um jogo 100% fisicamente. Ele conversou comigo, está chateado, como eu, porque não cabe a ninguém, nem a quem faz parte do nosso conselho, questionar um jogador que nos ajudou e fez o que fez para voltar ao clube", disse o presidente.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG