Juninho Pernambucano volta ao Vasco ganhando salário mínimo

Jogador terá contrato inédito no Brasil. Valor registrado na CBF será mostrado em coletiva de imprensa

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro | 27/04/2011 11:45 - Atualizada às 21:08

Compartilhar:

O Vasco acertou na manhã desta quarta-feira a volta de Juninho Pernambucano. No entanto, o que mais chamou a atenção no acordo foi o tipo de contrato estabelecido com o jogador. O craque vai receber um salário mínimo. Isto mesmo: R$ 545,00, valor atualizado em fevereiro deste ano. Diretoria e os empresários do meia prometem mostrar o registro a ser assinado na CBF em uma entrevista coletiva.

Foto: Divulgação

Ao lado de Roberto Dinamite, Juninho Pernambucano posa com camisa 8 do Vasco

“Volto sem ação de marketing alguma. Eu e o Vasco somos parceiros, na alegria e na tristeza. Eu volto para ganhar um salário mínimo, porque preciso ser justo com o torcedor. Tenho que dar resultado e se acontecer, sou premiado. Me preparo nestes dois meses restantes antes do Brasileiro e volto em agosto firme e forte, sabendo que não sou mais o Juninho de dez anos atrás, mas posso ainda contribuir muito", disse Juninho, ao site oficial do clube.

"O torcedor pode confiar na entrega e no espírito guerreiro que vou levar aos meus novos companheiros e daqui vou torcer muito, já a partir deste domingo, como venho fazendo desde que sai do Brasil. Acompanho tudo e sou Vasco. Estou muito ansioso para chegar ao Rio de Janeiro e sentir este calor”, completou o jogador.

Após o acerto, o presidente Roberto Dinamite comemorou. Mas aproveitou para informar que pessoas do próprio Vasco eram contra a contratação.

Juninho, de 36 anos, recebeu o presidente Roberto Dinamite no Catar para os últimos detalhes e depois do encontro ficou tudo acertado. A contratação de Juninho foi uma das promessas de campanha de Roberto Dinamite antes de assumir a presidência do Vasco. O jogador chega em junho, mas só fará sua estreia somente em agosto, na abertura na janela de transferência.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Revelado pelo Sport Recife, foi destaque nas divisões de base da seleção brasileira e chegou ao Vasco em meados de 1995, onde permaneceu até 2000, quando transferiu-se para o Lyon, da França, após muitos desentendimentos com o ex-presidente Eurico Miranda. Em São Januário, ele conquistou o estadual de 98, os Brasileiros de 97 e 2000, a Copa Mercosul (2000) e uma Libertadores (98).

O meia estava há duas temporadas do Al-Gharafa, do Catar. No Vasco, ele pretende exercer uma carreira de executivo depois de pendurar as chuteiras. Para isso, já entrou em entendimentos com a diretoria. Logo que encerrar a carreira, terá um cargo que fará a transição entre o futebol e a direção.

“Estou retornando ao Vasco por duas instituições deste clube que são a sua torcida linda e fantástica e seu presidente, homem simples e do bem. Eu precisava fazer isto e sempre disse que o que faltava era iniciativa. Em 2009, Rodrigo Caetano me mandou um e-mail e conversamos. A coisa não andou. Faltava o projeto, o encaminhamento de uma proposta de trabalho. E este ano, com a ajuda do próprio Rodrigo e do Fuentes, Roberto esteve em Recife e ali sacramentei minha volta. Estou muito feliz”, concluiu Juninho.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo