Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Julio Cesar usa discrição para conter repercussão por 100º gol de Ceni

Goleiro garante que ouviu poucos protestos e gozações nas ruas de São Paulo

Gazeta |

O goleiro Julio Cesar é avesso a declarações polêmicas - mesmo quando está em campo, ele dificilmente recorre a palavrões para corrigir o posicionamento da defesa do Corinthians. Foi com essa postura serena que ele combateu os protestos e gozações por ter sofrido o centésimo gol da carreira do são-paulino Rogério Ceni, seu colega de posição.

Reuters
Momento do gol de Rogério Ceni no clássico do dia 27

"Por eu não ter dado muita atenção a isso, os torcedores não me encheram tanto o saco nas ruas", comentou Julio Cesar, que é religioso e não costuma se expor às críticas do público. "Quase não saio de casa, então não tenho muito contato com torcida. É claro que inevitavelmente alguém faz uma brincadeira, mas encaro normalmente."

De qualquer forma, Julio Cesar manteve a estratégia de minimizar o fato de ficar marcado como a centésima vítima de Rogério Ceni. "Isso não me incomodou em nenhum momento. Eu me chateei mais por ter perdido o clássico. Aconteceu. O sentimento ruim foi igual quando sofri o gol do Dagoberto. Dei os parabéns pela cobrança de falta do Rogério Ceni, mas não me importo com marcas particulares. O que vale para mim são as marcas do Corinthians", pregou.

Se esse discurso não funcionar mais contra as críticas pelo centésimo gol de Ceni, Julio Cesar já encontrou uma nova solução. "Vamos trabalhar para o Corinthians ser campeão paulista e ninguém poder falar mais nada", concluiu.

O Corinthians ocupa atualmente a terceira posição do Campeonato Paulista, com 35 pontos ganhos, contra 38 do líder Palmeiras e 37 do São Paulo de Rogério Ceni.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG