Técnico do Grêmio deseja recuperar bom futebol do camisa 10 no Brasileirão

Bastou Douglas não cumprimentar Julinho Camargo, ao deixar o gramado do Olímpico, substituído aos 11 minutos do segundo tempo do empate com o América-MG, na quarta-feira, para o técnico do Grêmio precisar responder a questionamentos sobre o seu relacionamento com o meia. O comandante do time gaúcho nehou ter problemas, mas admitiu queda de redimento do seu camisa 10.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

"Gosto muito do Douglas. O fato de ter saído e não ter me cumprimentado não me preocupa. Não é isso que firma uma relação. Entendi que deveria mudar e faria tudo de novo. É um jogador como todos os outros. Dentro da função dele, é o criativo do time. O talentoso, o camisa 10. Quero trabalhar para resgatar seu melhor futebol", disse Julinho.

Douglas deu lugar a Leandro. Depois, com a saída de Escudero, Marquinhos foi o responsável pela armação.

A temporada do camisa 10, realmente, é de altos e baixos. Nem com Renato Gaúcho, que o definia como craque, conseguiu repetir o nível de atuação de 2010. No Brasileirão, é o artilheiro do time com dois gols – mesmo número de Junior Viçosa e Rafael Marques.

O Grêmio se reapresenta às 15h30min desta quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.