Antes de ser contratado pelo Grêmio, treinador era auxiliar de ex-comandante do Beira-Rio

Julinho Camargo incorporou o espírito de um atacante driblador na entrevista coletiva desta terça-feira. Perguntado por três vezes, o atual técnico do Grêmio não comentou a demissão de Paulo Roberto Falcão do Internacional . Fugiu de qualquer polêmica às vésperas da partida contra o Figueirense, nesta quarta-feira, às 21h50min, em Florianópolis, pela décima rodada do Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual de Grêmio e Inter e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

“Peço a vocês para não falar sobre o Inter, encarecidamente. Tenho enorme carinho e admiração pelo Falcão, mas esse assunto tem de ser debatido lá. Vamos falar de Grêmio”, pediu Julinho ao responder o primeiro questionamento sobre o momento do tradicional rival.

Antes de ser contratado pelo Grêmio, Julinho era auxiliar de Falcão no Beira-Rio. Participou da vitoriosa campanha do Gaúchão, da eliminação da Libertadores e do bom começo no Brasileirão. Claro que os repórteres insistiram...

“Te peço desculpas novamente, mas não vou falar. Não é pelo assessoramento do pessoal, que é muito bom, mas é por uma posição pessoal minha”, repetiu por mais duas vezes.

Falcão foi demitido na segunda-feira. Mesmo dia em que Julinho enviou uma mensagem de solidariedade via celular ao antigo chefe. Cuca é o mais cotado para assumir o Inter.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.