Lateral-esquerdo chega para o lugar de Ramon e se diz realizado com sonho de disputar a Libertadores

Julinho abriu o placar para o Avaí em São Januário no segundo tempo
Gazeta Press
Julinho abriu o placar para o Avaí em São Januário no segundo tempo
Quando enfrentou o Vasco , em São Januário, pela semifinal da Copa do Brasil, Julinho , ex- Avaí ,foi a dor de cabeça do time de Ricardo Gomes. Autor do gol no empate em 1 a 1 na partida de ida , no Rio, o lateral-esquerda chamou tanta a atenção que acabou contratado após a saída de Ramon para o Corinthians . Na manhã desta quarta-feira, o jogador foi apresentado no clube e já chega com o peso de superar as expectativas.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"Vamos pagar aquela dívida. Agora, vou procurar fazer o mesmo aqui", brincou o lateral-esquerdo, que chega para ser titular. Daquela partida, ele guarda, como maior recordação, a presença da torcida cruzmaltina, em grande número ao estádio.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

"Entrei em campo e disse para os meus companheiros: 'Caraca, hoje vai ser difícil para a gente'. Na verdade, falei uns palavrões, mas não posso repeti-los aqui", contou o novo reforço, de 24 anos, que chega por empréstimo de um ano.

Julinho foi sondado também pelo Corinthians. Segundo ele, a opção do acerto com o Vasco se deu por causa da Libertadores. A oportunidade de disputar a cobiçada competição sul-americana foi determinante.

"A gente sabe o peso que é a camisa do Vasco. Por isso fiz a escolha. E a Libertadores pesou bastante. A gente se imagina jogando, vivendo os bastidores de uma Libertadores. Mas, antes, prefiro focar no Brasileiro.

Hoje lateral, Julinho iniciou a carreira atuando de forma mais ofensiva. Nas divisões de base, jogou como meia e atacante. E, no Avaí, foi utilizado algumas vezes por Silas como ala. Mas, no Vasco, ele não vem como polivalente. "Chego para ser lateral. Esta é a minha posição e venho preparado para as cobranças, pois sei que aqui a pressão será grande".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.