Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Juiz rebate Sport e diz que não mandou retirar título do Flamengo

Francisco Alves dos Santos explicou que a notificação à CBF é uma medida cautelar

iG São Paulo |

A novela do título brasileiro de 1987 ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. O juiz Francisco Alves dos Santos Júnior, da 2ª Vara Federal de Pernambuco, através do portal da Justiça Federal do Estado, disse que não obrigou que a CBF retire o título de 1987 do Flamengo, conforme divulgou a diretoria do Sport nesta terça-feira.

De acordo com Francisco Alves, a notificação é "uma medida cautelar, pela qual a parte requerente (no caso, o Sport) leva ao conhecimento da parte interpelada (a CBF) a pretensão de exercer direitos" caso a decisão de dividir o Brasileiro daquele ano não seja alterada. Em outras palavras, o clube pernambucano pode tomar outras providências jurídicas caso a decisão de divisão do título não seja alterada.

O magistrado lembrou ainda no comunicado que o processo já foi transitado em julgado no ano de 1999 e, desde 2001, foi expirado o prazo para se recorrer da sentença. Por isso, a decisão de reconhecer apenas o Sport como legítimo campeão não tem nenhuma autorização para ser dividido com quem quer que seja e, no entanto, a CBF o dividiu com o Flamengo.

O presidente do Sport, Gustavo Dubeux, chegou a comemorar através do site oficial do clube e fez questão de ressaltar o grande trabalho realizado pelo Departamento Jurídico. “Parabenizo nosso grande vice-presidente jurídico, João Humberto Martorelli, pelo seu árduo trabalho nesse caso”, declarou.

Vipcomm
Patricia Amorim, presidente do Flamengo, comemora o reconhecimento do título de 1987

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG