Atacante Wallyson foi atingido por um telefone arremessado por torcedores do Atlético-MG em Sete Lagoas

O juiz do clássico entre Atlético-MG x Cruzeiro, pela decisão do Campeonato Mineiro , relatou na súmula da partida um episódio que aconteceu no primeiro tempo do jogo. Um aparelho de celular foi atirado no campo de jogo pela torcida do Atlético-MG presente na Arena do Jacaré e acabou atingindo o atacante Wallyson, do Cruzeiro .

Wallyson havia acabado de fazer um gol e empatar a partida para o Cruzeiro. O jogador corria pela ponta direita quando foi atingido e ficou deitado no gramado por algum tempo, sendo necessário atendimento do departamento médico cruzeirense. No mesmo momento, o árbitro Paulo César de Oliveira encontrou o objeto atirado pela torcida e levou até o quarto árbitro da partida.

Na súmula da partida, divulgada na tarde dessa segunda-feira no site da Federação Mineira de Futebol, o juiz relata o incidente. “Aos 35 minutos, foi arremessado pela torcida do Atlético, posicionada atrás do árbitro assistente 2, um aparelho de celular que atingiu o atleta de número 7 do Cruzeiro, Wallyson”, diz o documento.

Por ser o mandante da partida, o Atlético-MG tinha torcida única na Arena do Jacaré. O time alvinegro pode sofrer futuras sanções do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais. O time mineiro pode ser enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê punições para a equipe que não tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo. A punição pode ser uma multa ou até mesmo a perda do mando de campo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.