Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jornalista nega versão de desculpa de Valcke

Secretário-geral da Fifa afirmou que houve um erro de interpretação na tradução do francês para o inglês

iG São Paulo |

Getty Images
Declaração gerou crise entre Fifa e Governo Federal
Em sua carta de desculpas ao ministro do Esporte, o secretário-geral da Fifa, Jèrôme Valcke, afirmou que ocorreu um equivoco em tradução na declaração que gerou a crise da Fifa com o Governo Federal. Segundo o dirigente, a expressão "se donner un coup de pied aux fesses" - utilizada por ele na polêmica declaração - é corriqueira em seu país-natal, a França, para pedir que se "acelere o ritmo" de algo. Valcke argumenta que a expressão foi traduzida ao pé da letra para o português e que isso acabou gerando "interpretações incorretas" .

Veja também: Em carta, Blatter pede desculpas e quer reunião com Dilma

De acordo com o jornalista da agência de notícias AP Martyn Ziegler, presente na coletiva, a declaração de Valcke foi feita em inglês. “Valcke diz que suas declarações foram mal-interpretadas após a tradução do francês para o português. Acho que não: estava lá quando ele falou em inglês”, escreveu Ziegler na sua conta do twitter.

Na sexta-feira, durante o encontro da International Board, na Inglaterra, Jérôme Valcke criticou o que classificou como atrasos do Brasil na organização da Copa. O dirigente afirmou que o país merecia um "kick up in the backside", em português um "chute no traseiro" .

Lei mais: Aldo Rebeleo diz que responderá desculpas de Valcke até quarta

A declaração irritou o Governo Federal. No sábado, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que não falaria mais com Valcke. Dois dias depois, ele enviou uma carta à Fifa informando que o governo não aceitaria mais o cartola como interlocutor da entidade com o Brasil. Horas depois, Valcke enviou um pedido de desculpas, o que também foi feito pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter.
 

Leia tudo sobre: Copa 2014Lei Geral da CopaFifaJérôme Valcke

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG