Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jorginho elogia garra da Lusa e diz que vaga já estava perdida

"Fomos eliminados no jogo de ida", declarou o estretante técnico, lembrando a derrota por 3 a 1 no Rio

Gazeta |

Ciente da dificuldade que teria para passar pelo Bangu após a derrota por 3 a 1 na ida, o estreante Jorginho deixou claro que não poderia exigir da Portuguesa a vaga na segunda fase da Copa do Brasil. Por isso, o treinador preferiu elogiar seus novos comandados pela vitória por 1 a 0 no Canindé.

"Não fomos eliminados hoje (quarta-feira). Fomos eliminados no jogo de ida", disse o técnico, satisfeito com a determinação dos seus novos comandados dentro de campo. "Nosso time lutou até o último minuto, brigou pelo resultado. É essa postura que precisamos ter", exigiu Jorginho.

Mesmo com a aprovação do chefe, os atletas lamentaram o futebol que demonstraram. "A gente sabia que eles iriam vir fechados, não era novidade para ninguém, e dificultaram bastante. Fizemos tudo dentro das nossas possibilidades e até saímos demais para o jogo. Tentamos na bola parada, tivemos oportunidades e tempo para fazer outro gol depois do primeiro, mas jogar precisando fazer dois gols é difícil", lamentou Dodô.

"É complicado, mas todos entraram buscando fazer o melhor para a Portuguesa sair de campo com um resultado positivo e a classificação. Infelizmente, não deu", falou Jael, surpreso com sua expulsão. "Girei e chutei meio que o goleiro e a bola. O juiz viu que não foi intencional e até me disse isso, mas disse também que era falta para cartão", contou.

Além de Jorginho, o único jogador da Portuguesa que tinha algo a comemorar era Jaime, que, ao lado do também zagueiro Preto Costa, conseguiu evitar que o Bangu fizesse gols. "Tivemos um pouco de dificuldade lá atrás, mas conseguimos segurar o ataque dos caras. O time dos caras não é bobo, não", apontou Jaime.

Leia tudo sobre: jorginhoportuguesacopa do brasil 2011bangutécnico

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG