Time não vance há seis rodadas no Campeonato Brasileiro e encara a cobrança da torcida catarinense

Jorginho finalmente resolveu falar sobre a péssima campanha que o Figueirense vem fazendo no Campeonato Brasileiro. O treinador vem sendo muito cobrado pelos torcedores e procurou defender o elenco do time catarinense das críticas, chamando a responsabilidade dos maus resultados para si.

Há seis jogos sem conseguir uma vitória, a torcida do Figueira chegou a dizer que está faltando vontade e determinação para os jogadores buscarem um resultado positivo. Para o treinador, o que vem prejudicando a equipe são detalhes durante as partidas, e não a postura dos atletas diante de seus adversários.

"Eu respeito muito o torcedor, que é o maior bem que o clube pode ter, mas não concordo. Falar que meus jogadores não estão jogando com o coração, com paixão. Não vem falar isso não que eu vou discordar e vou lutar por eles. Pode dizer, sim, que está faltando qualidade, que o treinador é fraco. Pode falar o que quiser. Agora, dizer que a gente não está lutando, eu não concordo", defendeu o técnico Jorginho.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

Além disso, o treinador afirmou que está tranquilo quanto à uma possível demissão. Apesar de muitos dizerem que mais um tropeço do Figueirense poderá custar o seu cargo, Jorginho mostrou que isso não está atrapalhando seu trabalho à frente da equipe.

"Existe uma cultura no Brasil que aproximando três ou quatro derrotas, normalmente, os treinadores perdem seu cargo. Eu vou ser sincero. Eu não tenho nenhum medo em relação a isso. Seria lamentável interromper um trabalho, ao meu ver, muito bem feito, mesmo que um resultado ou outro não venha. A gente conseguiu resultados, para muita gente, inesperados no início do campeonato e, agora, perdemos alguns pontos fundamentais. Se você for ver os detalhes, a gente poderia ter ganho pontos importantíssimos dentro de casa. Pelo menos, cinco que a gente deixou escapar", disse o técnico.

Agora, o Figueirense tentará se recuperar no Brasileiro nesta quarta-feira, diante do Botafogo, no Orlando Scarpelli. Para dificultar a situação de Jorginho, o time terá os desfalques dos laterais Bruno e Pablo e do atacante Aloísio, que estão machucados, além do meia Rhayner, que foi suspenso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.